UFMA

Jair Bolsonaro nomeia Natalino Salgado como reitor da UFMA

Jair Bolsonaro nomeia Natalino Salgado como reitor da UFMA

O presidente da República, Jair Bolsonaro, manteve o resultado das urnas nas eleições da Universidade Federal do Maranhão e acaba de nomear o professor doutor Natalino Salgado para reitor da instituição.

De acordo com a nomeação, Natalino Salgado assume a reitoria da Universidade Federal do Maranhão, a partir do dia 11 de novembro deste ano. Veja abaixo.

Vale lembrar que Natalino Salgado, em junho deste ano, venceu pela terceira vez a eleição de reitor da Universidade Federal do Maranhão. Natalino foi eleito com quase 60% da totalidade dos votos, vencendo entre todos os segmentos: professores, técnicos e alunos.

Natalino Salgado já foi reitor da Universidade Federal do Maranhão entre os anos de 2007 e 2015.

 

Eleição no Colégio Eleitoral para reitor da UFMA deve sacramentar nome de Natalino Salgado

Eleição no Colégio Eleitoral para reitor da UFMA deve sacramentar nome de Natalino Salgado

Marcada para o dia 18, próxima quinta-feira, a sessão do Colégio Eleitoral que vai definir os nomes da lista tríplice ao cargo de reitor e vice-reitor da UFMA. Vencedor da consulta prévia com quase 50% dos votos da comunidade universitária, Natalino Salgado deve ser confirmado em primeiro lugar.

Formado por conselheiros do CONSUN, órgão máximo deliberativo e normativo da UFMA, e do Conselho Diretor, o Colégio Eleitoral tem mantido, ao longo dos anos, o resultado da consulta em respeito à vontade da maioria e aos princípios democráticos. As entidades representativas da UFMA, como Apruma, Sintema, DCE, Assuma, Sindufma e Aaufma já se manifestaram publicamente pela manutenção do nome consagrado nas urnas.

Além de Natalino Salgado em primeiro, devem compor a lista para reitor os professores João de Deus e Ridvan Fernandes, em segundo e terceiro, respectivamente. Para vice, o resultado do pleito apontou os professores Alan Kardec, Luciano Façanha e Marcos Fábio, nessa ordem. Se não houver nada que atropele o bom senso até lá, o ex-reitor não terá nenhuma dificuldade em Brasília para assumir o comando da UFMA pela terceira vez. Ele tem forte apoio da bancada federal do Maranhão e bom trânsito entre altos escalões da Esplanada.

Rumores que antecedem a sessão, contudo, sinalizam que, inconformado com a derrota, o grupo que detém o poder na UFMA manobra para criar embaraços e tentar usurpar a escolha da maioria. A substituição de conselheiros às vésperas da votação no colégio eleitoral aponta nesse sentido. A vítima mais recente foi o professor Márcio Camelo, exonerado do cargo de diretor da UFMA em Bacabal e substituído por um aliado da reitora Nair Portela.

Em outra frente, o grupo da situação atua para inflar a nomeação de um reitor pró-tempore e já teria se reunido a portas fechadas com um ex-professor da UFMA, que trava uma batalha judicial para voltar aos quadros da universidade. Ato contínuo, espalha que o ex-professor, convencido a aceitar o papel de interventor, circula por gabinetes de Brasília em busca de apoio para se cacifar ao cargo.

Toda essa movimentação tem servido até aqui para tentar desqualificar a consulta prévia, cujo resultado apontou que a ampla maioria quer a volta de Natalino Salgado à reitoria. Não há, entretanto, qualquer indício de que os conselheiros estariam dispostos a pagar o preço de tamanho desgaste ignorando o desejo da comunidade universitária.

Da última vez que manobrou para aprovar a alteração casuística na Resolução que disciplina a participação dos candidatos na consulta prévia, para impedir a candidatura de Natalino Salgado, a gestão foi fragorosamente derrotada no Conselho

Natalino participa de último debate enfatizando propostas de transparência e gestão

Natalino participa de último debate enfatizando propostas de transparência e gestão

No último debate antes do encerramento do período de campanha para a consulta prévia aos cargos de reitor e vice-reitor da Universidade Federal do Maranhão, UFMA, o professor Natalino Salgado expôs para os alunos do Centro Acadêmico de Medicina Antonio Rafael, CAMAR, propostas importantes do seu plano de gestão para o quadriênio 2019-2023, costurado pelo coletivo Pacto pela UFMA. O candidato da situação, João de Deus, abandonou o debate logo após o início, alegando outros compromissos.

O candidato reforçou a forma democrática como pretende gerenciar os recursos da UFMA, norteado pela impessoalidade indistintamente em todas as ações.“Se for eleito, no dia seguinte publico edital para realizar eleição direta em todos centros, elegendo de forma democrática os diretores para que estes defendam a comunidade e não o reitor”, garantiu o candidato. Segundo o candidato, as decisões colegiadas serão parâmetros da gestão para obter melhores resultados.

“Quando recebi a reitoria o curso de Medicina estava em crise. Fizemos uma comissão provisória, a partir daí começamos a reestruturar o curso. Dobramos o número de professores e fizemos uma biblioteca, entre as 12 que construímos e inauguramos. Mas, há quatro anos não se coloca um livro sequer no acervo”, destacou.

Natalino Salgado assinalou equívocos administrativos da atual gestão da UFMA e citou como exemplo os recursos destinados à Assistência Estudantil, hoje em torno de R$ 17,5 milhões, defendendo aplicação transparente e participação dos conselhos. “Não basta estabelecer regras. Tem que ter maior transparência. No último relatório de gestão, publicado em 20 de agosto de 2018 foi citado sobra de R$ 3 milhões que não se sabe onde foram aplicados”, observou o candidato a reitor.

O candidato ainda discorreu sobre questões de instalações e novos sistemas de gestão para conter desperdícios. “Há muito o que fazer e somente poderá fazer aquele quem possuir experiência. No período em que estivemos na reitoria da UFMA, conseguimos transformá-la em uma universidade inclusiva adotando o sistema de cotas. Aqui mesmo fizemos um convênio com o Conselho Federal de Medicina que avaliou e conseguiu demonstrar que o curso tinha qualidade e profissionais competentes. E o ponto mais positivo desta avaliação foi o Hospital Universitário”, enfatizou

Natalino Salgado repudia ataques e defende debate qualificado

Natalino Salgado repudia ataques e defende debate qualificado

O professor Natalino Salgado reagiu com indignação à tentativa de envolver seu nome em atos reprováveis de gestão da coisa pública.  Segundo o candidato a reitor na consulta prévia a ser realizada pela Universidade Federal do Maranhão no dia 26 de junho tem sido recorrente a tentativa reprovável de adversários em envolvê-lo em escândalos de desvio de verbas.

“Uma das primeiras providências que tomei, após registrar a candidatura, foi obter junto aos órgãos de controle externos certidões que atestassem minha conduta como gestor. Na documentação, que tornei pública quando iniciaram as ilações descabidas de qualquer razoabilidade, está explícito que não existe nenhum processo ou reprovação de contas das minhas gestões”, afirmou Natalino Salgado. As certidões foram obtidas junto à Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal e Ministério Público do Estado do Maranhão.

No período em que esteve como reitor, Natalino Salgado construiu mais de 100 obras na UFMA, expandindo e consolidando a universidade nos oito campi do continente. A construção do campus de Balsas foi iniciada no segundo quadriênio da gestão de Natalino Salgado como reitor da UFMA, cargo para o qual foi reconduzido com inédita aprovação da comunidade universitária.

O campus de Balsas surgiu com um projeto arrojado em uma área de 120 hectares. Três prédios abrigariam os cursos de Engenharia Mecânica, Civil e Ambiental. Mas as obras ficaram praticamente paralisadas depois que Natalino deixou a reitoria. Em vistoria ao canteiro de obras, em novembro de 2016, a reitora Nair Portela manifestou entusiasmo com o cronograma de execução, elogiou o desempenho da firma contratada e previu que no primeiro semestre de 2017 parte das salas de aula estariam prontas para receber os alunos. O prazo foi adiado várias vezes e até hoje a obra não foi entregue.

Para Natalino Salgado os ataques violentos à sua candidatura, afora a falta de fundamentação, em nada tem contribuído para qualificar o debate de ideias e propostas que o momento suscita. Em nenhum momento meu nome é citado em relatórios que investigam supostas irregularidade. Esses espasmos dos adversários são naturais aos que não possuem argumentação para debater. Neste momento, em que as universidades atravessam um período de turbulências, precisamos repensá-la de maneira racional e clara. Atitude beligerante em nada contribui para a construção e fortalecimento da instituição”, ressalta o candidato.

Professores da UFMA entram em greve por tempo indeterminado na sexta-feira (25)

Professores da UFMA entram em greve por tempo indeterminado na sexta-feira (25)

greveufma

Em assembleia realizada na noite desta segunda-feira (21), o sindicato dos professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) decidiu paralisar as atividades. O início da greve será marcado por Ato Unificado às 6h no Largo de São Pedro, em frente à Avenida dos Portugueses.

Os professores da UFMA protestam contra a nova reforma do Ensino médio e a PEC 55 (antiga PEC 241), conhecida como a PEC gastos públicos, que impõe um limite anual de despesas de gastos para os três poderes ao longo dos próximos vinte anos.

Ainda na sexta-feira, estão programadas, à tarde, ações de mobilização continuam, com a concentração para a Marcha da Periferia às 15h no Centro de São Luís, na Praça Deodoro.