entrevista

Em entrevista exclusiva, Márcio Coutinho fala dos rumos do PRTB no Maranhão

Em entrevista exclusiva, Márcio Coutinho fala dos rumos do PRTB no Maranhão

 

O advogado e presidente regional do PRTB, ainda opinou sobre diversos assuntos como eleição majoritária, maior bancada de vereadores em São Luís, candidatura a câmara federal, entre outros.

 No comando do partido desde de 2016, o advogado Márcio Coutinho tem se destacado no meio político por sua habilidade em costurar alianças e remodelar o PRTB, até então, era visto como partido de aluguel.  Dentre as façanhas que tem projetado a legenda no estado, foi nas eleições de 2016, onde o partdo conseguiu eleger 52 vereadores no estado, sendo dois deles, Genival Alves e Silvino Abreu, em São Luís.

O desempenho PRTB fez o dirigente estadual receber um Diploma de Honra ao Mérito, uma homenagem em reconhecimento ao trabalho prestado. O presidente e pré-candidato a deputado federal, abriu seu gabinete para receber a reportagem do blog da “DALVANA MENDES” e conceder uma entrevista. A conversa durou cerca de uma hora, e Coutinho expôs diversos pontos sobre o rumo da legenda que busca alcançar voos mais altos nas eleições 2018.

 

Blog Dalvana Mendes (DM):  Terminou o prazo de filiação, qual a sua avaliação sobre o quadro de filiados do PRTB?

Márcio Coutinho (MC): Muito positiva, superamos nossas expectativas. Hoje temos um quadro de pré-candidatos forte, amplo e homogêneo. São dezenas de pré-candidatos, entre eles, cinco vereadores de São Luís, e relevantes líderes regionais em importantes cidades.

DM – O PRTB tem alcançado diversos nomes importantes da política, você poderia citar alguns, quais cidades?

Olha, para citar alguns: Karina Keise – Barreirinhas; Leonardo Sá – Pinheiro; Felipe Carvalho – Santa Inês, Bedéu – Buriticupu; Catraca – Grajaú; Ródson – Viana; Jacobe Almeida – Timon; Zanoni – Imperatriz… isso entre dezenas de outros nomes importantes.

DM – Com os cinco vereadores de São Luís, o PRTB será a maior bancada na Câmara de São Luís. Como o senhor avalia isso?

MC Como muita alegria. O nosso PRTB já tem a maior bancada na Câmara de São Luís. E olha, Dalva, não é só quantidade, veja a qualidade dos nomes: Genival Alves; Silvino Abreu; Dr. Gutemberg; Ricardo Diniz; Marcial Lima. Isso é o que nos orgulha mais.

DM – Você é pré-candidato a deputado federal. Segundo informações, todos já declararam apoio a sua candidatura. Como você avalia esta conquista?

MC Sem dúvida. Uma grande conquista embasada na identificação de ideários, no diálogo franco e no compromisso em fazermos, juntos, a boa e correta política, de discussão democrática, de visão de futuro, de compromisso com o Maranhão e, principalmente, no entendimento de que o político existe para servir e não ser servido, de que o bem comum deve ser o norte de nossas ações de que a vaidade do mandato deve dar lugar a efetividade do mandato.

DM – Sobre “o político existe para servir e não ser servido”, como assim?

MC O mandato parlamentar ou executivo não deve ser exercido com personalismo, com o ego sob o comando. É preciso efetividade, assim entendida como produtividade, como resultado prático no trabalho parlamentar, sobretudo, na percepção de que o mandato é uma delegação de representatividade popular e, como tal, deve ser exercido com a visão e interesse do eleitor e não do eleito.

DM – Sobre à filiação que aconteceu recentemente o senhor, em seu facebook, falou em ataque especulativo.

MC Sim. Nem todos jogam o jogo democrático com ética e correção. O nosso PRTB se organizou, com muito trabalho e seriedade, como um grande partido no Maranhão, já somos protagonistas na Câmara Municipal de São Luís e teremos, certamente, ainda mais relevância política no estado com as eleições dos nossos deputados. Isso sem, atualmente, nenhum mandatário na Câmara Federal e na Assembleia do Estado, sem recursos do fundo partidário, sem recursos do fundo eleitoral, sem a força atrativa dos governos, federal, estadual e municipais. Olha, essa foi a nossa grande vitória, construir um belo e forte quadro de candidatos sem esses apelos de atração que mencionei, contrariando a lógica superada de alguns que ainda pensam a política como dantes.

DM – O senhor poderia citar nomes?

MC Me permita não citar nomes, até porque considero ser necessário continuarmos a nossa trajetória, olhando para frente, com muita fé e boa vontade. E humildade. E aí vai um último comentário sobre esse assunto: alguns confundem humildade com fraqueza. Não. Reconhecemos nossas limitações materiais e políticas, somos conscientes da força do mandato

e do recurso econômico, do poder de influência de alguns líderes políticos … porém nunca nos afastaremos de nossas convicções, de nossos valores, princípios e propósitos.

DM – Para finalizar, quem o PRTB vai apoiar para o governo do estado?

MC (risos) …Isso todo mundo quer saber, inclusive eu (risos). Vamos aguardar, as convenções ainda estão distantes e vamos pautar nossa decisão, prioritariamente, conforme a coligação para deputado federal. Isto é, a melhor coligação para federal será determinante para a escolha dos nossos candidatos majoritários.

DM – Qual seria a melhor coligação?

MC Aquela onde nossos candidatos a deputado federal, e aí eu me incluo, possam concorrer em igualdade de condições. Não é coerente eu buscar, há meses, a chapa de deputados estaduais mais homogênea possível e me lançar candidato numa coligação com candidatos tão díspares e fortemente posicionados por várias outras razões. Tenho uma missão do presidente nacional, conseguir o máximo de votos para deputado federal (em razão da cláusula de barreira) e apenas num ambiente favorável, dentro da coligação, conseguirei atingir essa meta.

‘No Maranhão ainda tem censura na imprensa’, diz advogado ao ter entrevista impedida de ir ao ar na TV Cidade

‘No Maranhão ainda tem censura na imprensa’, diz advogado ao ter entrevista impedida de ir ao ar na TV Cidade

 

entrevista

“No Maranhão ainda tem censura na imprensa”. Foi assim que definiu o advogado criminalista Mozart Baldez, presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão (SAMA), sobre sua entrevista concedida ao Programa Moreira Serra e que não foi ar no último domingo, dia 14, na TV Cidade, afiliada da TV Record no Maranhão.

Em sua página no Facebook, Baldez disponibilizou os vídeos da entrevista e afirmou que a suposta censura teria ocorrido por interferência de uma entidade de classe poderosa no estado.

“A entrevista que não foi ao ar por interferência de uma entidade de classe poderosa no Maranhão. Mas o departamento de imprensa e divulgação do SAMA estava presente”, declarou o criminalista, em comentário publicado as 13h57 de segunda-feira, em seu perfil na rede social.

Mesmo não declinado o nome da entidade, o blog apurou que a censura contra Baldez teria sido motivada, por meio de uma carta, enviada à direção da emissora por um dos dirigentes da Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA).

ABAIXO OS VÍDEOS DA ENTREVISTA:

Clique aqui e assista ao 1º bloco aqui para acompanhar o 2º bloco.

Em entrevista, presidente da Fematri fala dos desafios do triathlon no Maranhão

Em entrevista, presidente da Fematri fala dos desafios do triathlon no Maranhão

Betinho concedendo entrevista ao jornalista, Juarci Filho

O presidente da  Federação Maranhense de Triathlon (FEMATRI), Helbert Meneses , o “Betinho”,  concedeu uma entrevista exclusiva, ao programa “Esporte em Debate”, da Tv Assembleia,  sobre os desafios da modalidade no Maranhão.

Na oportunidade foi abordado sobre  os planos da Entidade  para 2017. Dentre eles, a manutenção do elenco de triathlon, metas de competições a serem disputadas. Dentre outros assuntos.

Segundo o presidente da Fematri, a discussão sobre a prática esportiva do Triathlon no Estado precisa ser incentivado.

“O índice de frequentadores ainda é tímida em nossa cidade, mas a federação busca incentivar a prática desse esporte através de cursos e eventos acadêmicos’’, ressaltou Betinho.

Que conhecer mais sobre o Triathlon?

Assista a entrevista completa nesta  segunda-feira (1º), às 20h, com reprise terça-feira às 7h30 e às 14h30, na Tv Assembleia, pelo canal 51.2, TVN 17 ou  via youtube (AQUI)

Eleição de 2016 foi ‘laboratório’ para partidos pequenos, diz presidente do PTRB no Maranhão

Eleição de 2016 foi ‘laboratório’ para partidos pequenos, diz presidente do PTRB no Maranhão

dsc_0486
Vereador eleito Silvino Abreu (PRTB) ao lado do presidente da sigla Márcio Coutinho

Após confraternização do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), realizada na última terça-feira (20), na Churrascaria Barriga Verde, no Turu, o presidente regional da sigla, Márcio Coutinho deu entrevista fazendo um balanço após a disputa eleitoral nos municípios e indicando os próximos caminhos do partido.

Coutinho explicou que o resultado das eleições foi muito positivo, pois, segundo ele, fez o Maranhão ser o segundo que mais elegeu vereadores no País entre os diretórios do PRTB, perdendo apenas para o de Minas Gerais.

— Estamos felizes. Assumimos o partido há pouco tempo já no final do período legal para filiações e tivemos resultados maravilhosos. Em São Luís, pela primeira vez, o PRTB elegeu dois vereadores e alcançamos mais de 25 mil votos só na capital. No Maranhão, elegemos 50 vereadores, sendo que o estado foi segundo que mais elegeu vereadores entre os diretórios do PRTB no País— revelou.

O presidente regional da legenda destacou que a eleição deste ano – a primeira após a minirreforma eleitoral – serviu de “laboratório” para que os partidos pequenos pudessem aumentar sua representatividade nos espaços de poder que antes eram disputados apenas por grandes partidos que hoje sofrem problemas de credibilidade.

— A eleição de 2016 serviu como um grande laboratório para partidos pequenos. A surpreendente ida de Eduardo Braide (PMN), para o segundo turno do pleito em São Luís e as vitórias de Rafael Greca (PMN), em Curitiba; e Alexandre Kalil (PHS), em Belo Horizonte, mostraram isso. Por tanto, essa história de partido nanico pode não contar mais para as próximas eleições. As pessoas começaram a se amarrar a novas figuras. Visando essa nova tendência, o PRTB maranhense também vem investindo em lideranças com este perfil para atrair esse novo público— declarou.

dsc_0458
Confratenização do PRTB realizada na última terça-feira na Churrascaria Barriga Verde, no Turu,

 BALANÇO E PLANOS  
Márcio Coutinho que é advogado, assumiu o comando do PRTB no Maranhão, em fevereiro de 2016 e desde então vem desempenhando um forte papel. Neste pleito conseguiu eleger 47 vereadores pelo Maranhão, número que aumentou para 50 depois que candidatos que concorreram ‘sub judice’ conseguiram resultados favoráveis na justiça eleitoral. Para o pleito de 2018, a legenda espera eleger de dois a três deputados estaduais e pelo menos um deputado federal.

 

‘Fiz em 03 anos, o que meu adversário não fez em 12’, diz Miltinho após reeleição

‘Fiz em 03 anos, o que meu adversário não fez em 12’, diz Miltinho após reeleição

miltinho O prefeito de São Mateus do Maranhão, Hamilton Nogueira Aragão, o Miltinho (PSB), foi reeleito para a gestão 2017-2020. Ele teve 10.691 votos válidos, o que representa 49,85 % do colégio eleitoral do município. Advogado, com 52 anos, Miltinho foi o representante da coligação ‘Consolidar e Avançar’, tendo como candidato a vice-prefeito, o também advogado Ivo Rezende, do PCdoB.

Reeleito, o prefeito mateusense concedeu entrevista à imprensa para destacar sobre o plano de governo para a cidade, a continuação dos projetos que estão sendo realizados e para agradecer a todos que acreditaram e o ajudaram a consolidar os avanços que estão sendo implementados no município através de sua gestão em parceria com o Governo do Estado.

—A minha reeleição foi construída em cima de muito trabalho e perseverança que se consolidou com a parceria do Governo do Estado. Por isso, quero agradecer de coração a cada um dos mateusenses apostaram na continuação da nossa gestão. Não posso descrever a minha emoção, que estou sentindo nesse momento, eu quero dividir a esse sentimento com cada pessoa que acreditou na nossa luta, na nossa caminhada, que nos ajudou a chegar até aqui. Essa vitória não é minha, essa vitória é do povo de São Mateus — declarou.

Ao longo da campanha, Miltinho teve como estratégia explorar a comparação direta dos 03 anos de sua gestão com os 12 anos do governo do adversário Francisco Rovélio Nunes Pessoa, o Coronel Rovélio (PP), reforçando que sua reeleição é a confirmação de que o povo aprovou as conquistas que vem sendo obtidas desde o inicio de 2013, quando assumiu a prefeitura em seu primeiro ano de mandato.

—Na campanha fiz questão de usar como estratégia a comparação dos meus 03 anos de sua gestão com os 12 anos do governo do adversário [Coronel Rovélio] e a minha reeleição é a prova de que o povo aprovou as conquistas que estão sendo obtidas desde que assumimos a prefeitura no inicio de 2013 em nosso primeiro mandato. A gente vive um momento difícil no Brasil. Um momento de crise econômica, que afeta em geral as prefeituras. Isso sinaliza para um esforço adicional dos prefeitos eleitos e eu tenho consciência do quanto será importante manter o equilíbrio das contas, pagar tudo em dia e garantir que a cidade continue funcionando. Esse é o nosso principal objetivo, o compromisso em resgatar nossa palavra e honrar os compromissos que assumimos ao longo dessa campanha política— concluiu.

Pré-candidatura de Fábio Câmara em São Luís é destaque na Folha de São Paulo

Pré-candidatura de Fábio Câmara em São Luís é destaque na Folha de São Paulo

fabinhooo

O jornal paulista Folha de S. Paulo destacou, em reportagem nesta segunda-feira, 11, a candidatura do vereador Fábio Câmara (PMDB), em São Luís.

De acordo com a Folha, Câmara faz parte de um grupo de nove peemedebistas que disputam, pela primeira vez, as eleições municipais pelo PMDB.

A Folha ressalta que o partido tenta se renovar, com seus principais caciques investigados na operação Lava Jato.

– Em São Luís, pela primeira vez, o PMDB terá um candidato que cresceu fora da órbita da família Sarney. em baixa dede a derrota para o governador Flávio Dino, em 2014 – diz o jornal, que revela também a falta de apoio expresso das lideranças peemedebistas ao candidato.

O próprio Fábio Câmara reconhece seu perfil na matéria da Folha.

Sei que fujo ao padrão de candidato do partido, não sou de família tradicional. mas não estou preocupado se terei o apoio do senador [Edison] Lobão ou da ex-governadora Roseana [Sarney]. A minha força virá do povo de São Luís – afirmou o peemedebista.

Apesar da pressão das lideranças, Fábio tem resistido, com índices que variam entre 3% e 6% nas pesquisas. para ele, esses índices tenderão a subir durante a campanha.

Leia  a matéria completa da Folha de S. Paulo aqui

Edivaldo Júnior é ‘invenção’ de Flávio Dino, diz Fábio Câmara

Edivaldo Júnior é ‘invenção’ de Flávio Dino, diz Fábio Câmara

Foto

Em entrevista ao jornalista Américo Azevedo, no programa Avesso, da TV Guará (Canal 23), o vereador Fábio Câmara (PMDB) afirmou que a candidatura de Edivaldo Júnior (PDT) à Prefeitura de São Luís, foi uma “invenção” do governador Flávio Dino (PCdoB), em 2012.

— O prefeito Edivaldo [Júnior] não tem condições nenhuma de administrar a cidade. Ele, na verdade, foi uma invenção do governador Flávio Dino — disse o peemedebista.

Na atração, que foi ao ar na noite desta terça-feira (5), na afiliada da Record News no Maranhão, o parlamentar disse que, é pré-candidato do PMDB à Prefeitura da capital maranhense, mas não vai fazer promessas mirabolantes para chegar ao poder.

 — Nós não temos a pílula para a cura de todos os males, ou resolver todos os problemas. Nós não vamos fazer aquela velha promessa de que se eleitor for, faremos isso e aquilo. O que irei prometer é não cometer os mesmos erros da atual administração. O que precisamos é fazer o dever de casa para planejar a cidade para vinte ou trinta anos — informou o parlamentar.

 SEM PLANEJAMENTO E COMPETÊNCIA

Fábio Câmara aproveitou um questionamento do jornalista Américo, para criticar o prefeito de São Luís por má administração. Ele chegou a dizer que Edivaldo Júnior não tem planejamento e competência para administrar a cidade, afirmando, inclusive, que o atual chefe do executivo municipal atingiu a parte mais frágil das pessoas ao se apropriar da esperança dos ludovicenses.

 — Nosso povo é passional: ama com facilidade, mas também odeia com facilidade. No final de uma novela, final de um Big Brother ou no final de um campeonato, as pessoas celebram e choram. Não se abriga sobre o prefeito Edivaldo o planejamento e a competência. Basta voltar o olhar para nossa cidade, que está sofre com um caos no transporte, na saúde e educação. Na verdade, Edivaldo se elegeu atingindo a parte mais frágil das pessoas: a esperança — declarou o vereador.

No bate-papo com o jornalista, Fábio falou ainda sobre a crise política no Brasil e os seus reflexos nos municípios. Comentou sobre sucessão municipal na capital maranhense, os rumos do PMDB no estado, alianças para 2016, impeachment da presidente Dilma Rousseff, governo Flávio Dino, pré-candidatura de Andréa, aliança com o ex-secretário Ricardo Murad e diversos assuntos em evidência com o momento político da cidade, estado e do país.

Confira abaixo o vídeo da entrevista: