Gabinete do deputado Zé Inácio estaria sendo usado como QG para fraudar resultado do PED 2019

Gabinete do deputado Zé Inácio estaria sendo usado como QG para fraudar resultado do PED 2019

 

Desesperados, COE ignora regulamento e orientação da SORG para evitar derrota vexatória

Visando a todo custo evitar o vergonha de mais uma vez amargar derrota nas eleições internas do PT, o deputado Zé Inácio estaria atuando diretamente a fim de tumultuar e fraudar o resultado do PED 2019. No Maranhão, os petistas foram às urnas no último domingo (8), mas até o presente momento, ninguém sabe o resultado da eleição realizada para o comando da direção nos diretórios municipal e estadual.

A comissão eleitoral – ligada à chapa encabeçada por Augusto Lobato e Kleber Gomes, que conta com apoio do deputado Zé Inácio e do suplente Henrique, resolveu segurar o resultado de São Luís alegando divergência entre o número de assinaturas e a quantidade de votos em várias urnas usadas no pleito interno.

Diante do imbróglio, três perguntas insistem em não calar: se a responsabilidade de conduzir o processo eleitoral era da COE, quem tinha acesso a todo o material de votação? Quem teria sido o responsável pela suposta fraude? Quem perde e quem ganha com as impugnações?

MANIA DE POSTAR FOTOS PODE REVELAR SUPOSTA FRAUDE

Como a tecnologia não é à prova de burrice, ela acabou trazendo a verdade à tona. Na tarde desta terça-feira (10), um jovem identificado por Victor, que seria assessor de Augusto Lobato, postou nas suas redes sociais uma foto em que marcou a Assembleia Legislativa como seu local de localização.

Na imagem aparece a secretária geral do Partido dos Trabalhadores (PT), Darlucia Sá, debruçada em uma mesa numa sala que supostamente seria o gabinete do deputado Zé Inácio. O problema é que a imagem reveladora, também, ‘flagra’ o que seriam as atas que guardam registros do processo democrático interno da legenda.

DESRESPEITADO O REGULAMENTO E ORIENTAÇÃO DA SORG

Uma divergência entre o número de assinaturas e a quantidade de votos apurados em urnas usadas no pleito interno, adiou por mais um dia o fechamento dos resultados gerais e definitivos da disputa interna do partido. Em casos como esses, a orientação da Secretaria Nacional de Organização do PT, é fazer uso do que preceitua o art. 19 do Regulamento das Eleições Internas.

No entanto, a comissão organizadora do processo eleitoral no Maranhão resiste em cumprir a determinação. Nos bastidores, comenta-se, que a tentativa de segurar o resultado oficial seria uma estratégia do colegiado eleitoral ligado à chapa encabeçada por Augusto Lobato e Kleber Gomes, com apoio do deputado estadual Zé Inácio.

Vendo a possibilidade de uma derrota antecipada, esse grupo minoritário, segundo informações obtidas pelo blog, vem tumultuando o processo eleitoral, na tentativa de encontrar uma saída para o famigerado “tapetão” que, internamente, é decido pelo comando nacional da legenda petista, o que deverá de fato acontecer, haja vista que toda a situação já foi informada as lideranças nacionais da sigla.

Para finalizar, é oportuno salientar que a impugnação dos votos prejudica não apenas a eleição estadual e municipal, mas, também a estadual, consequentemente, a presidente Gleice Hoffmann, já que ambos os candidatos são da mesma corrente da presidenta, que concorre à reeleição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *