Política

Pr Gildenemyr é o maranhense mais bem avaliado no ranking dos políticos

Pr Gildenemyr é o maranhense mais bem avaliado no ranking dos políticos


O deputado federal Pr Gildenemyr (PL) ocupa atualmente a primeira colocação entre os deputados federais maranhenses  seguido por  Gastão Vieira (PROS), ambos tem 71 pontos no Ranking dos Políticos.

O levantamento avalia a participação dos parlamentares em sessões, o acesso a privilégios e a chamada “qualidade legislativa”, relativa a votações e proposições de matérias. Processos judiciais (ou a inexistência deles) também contam pontos.

Por outro lado, o pior deputado federal do Maranhão, segundo o mesmo Ranking, é Márcio Jerry (PCdoB).

Com 66 pontos negativos, ele ocupa a 506ª posição no geral, entre 594 avaliados.

Jandira Feghali confirma que PCdoB quer Dino candidato a presidente

Jandira Feghali confirma que PCdoB quer Dino candidato a presidente

Uma prova de que Flávio Dino (PCdoB) foi o maior beneficiário da polêmica com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) no fim de semana foi dada pela deputada federal Jandirta Feghali (PCdoB-RJ).

Em entrevista a um canal do YouTube, ela voltou a falar sobre candidatura do governador do Maranhão à Presidência da República.

“A gente tenta convencê-lo a se colocar à disposição neste processo. Ele é um nome que amplia este campo. Dino foi apoiado por 14 partidos, então ele deve ser considerado por este conjunto”, declarou.

Dino já se lançou uma vez candidato a presidente. Mas, depois, disse que estava brincando.

PDT oficializa pré-candidatura de Drª Maria Félix à Prefeitura de Cajari

PDT oficializa pré-candidatura de Drª Maria Félix à Prefeitura de Cajari

 

Uma grande festa política/partidária marcou, neste sábado (20), a Convenção Municipal do PDT na cidade de Cajari, na Baixada Maranhense.

O evento realizado em um restaurante situado na sede da cidade contou com as presenças de milhares de moradores e lideranças políticas locais e regionais; tendo oficializado a pré-candidatura da Drª Maria Félix à Prefeitura, em 2020.

Mãe do pedetista e presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho, Maria Félix assumiu o comando do diretório do PDT na cidade. Ela reúne, hoje, o maior grupo político da história do município, formado, por exemplo, pelo atual vice-prefeito Antônio Furtado, conhecido como “Chofer”; vereadores (tais como Bigu e Amado); ex-prefeitos (Bento Sousa, Nascimento Almeida, Quinco Muniz e Batista Coelho); ex-vereadores (Pedro Gomes, Murilo, Adalton, Didi – presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais — Mauro Santos, Seu Riba, Raimundo José e Edmilson Gomes); ex-candidatos que disputaram o pleito majoritário de 2016 (Constâncio Sousa, Major Júnior e Capitão Eduardo); além de representantes dos mais variados segmentos da sociedade cajariense.

“Tenho certeza que a amiga Maria Félix fortalecerá o partido em Cajari. Trata-se de uma mulher guerreira, que pode contribuir para que o município cresça e se desenvolva cada vez mais. Ela tem todo o nosso apoio”, afirmou o senador Weverton Rocha, presidente estadual da sigla. Weverton gravou um vídeo que foi exibido durante a Convenção.

“Chofer” citou o comprometimento da pedetista para com os moradores de Cajari e criticou a situação precária pela qual passa o município. “Se erramos em 2016, é necessário que façamos a correção em 2020. E para atingirmos este objetivo, o nome certo para Prefeitura é o de Maria Félix”.

Membro da executiva nacional da legenda, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, disse ter certeza que a pré-candidata fará muito por Cajari. “A Drª Maria Félix dialoga permanentemente com o povo, conhece suas reais necessidades e tem um planejamento para realizar uma gestão pautada na transparência e crescimento econômico. Será uma valorosa prefeita, tenho certeza”.

Líder do PTB na Câmara Federal, Pedro Lucas Fernandes anunciou que o seu partido estará com a pedetista na eleição municipal do ano que vem. Ele lamentou o fato de Cajari possuir uma gestão incapaz e que não consegue atender aos anseios da população. “Mas está página negra será apagada em breve. Na gestão Maria Félix, o município viverá uma era de desenvolvimento em todos os setores”.

Avaliações semelhantes fizeram o vereador e presidente do PDT de São Luís, Raimundo Penha, e o deputado estadual e 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa, Glalbert Cutrim. Para eles, Cajari, ano que vem, terá a oportunidade de abraçar uma candidata que realmente representa a mudança que os eleitores tanto almejam.

Osmar Filho fez questão de destacar o amor que a sua mãe nutre pelo município e seus moradores. “Minha mãe e o seu grupo político possuem um projeto concreto para desenvolver Cajari, gerar trabalho e renda e, de fato, alavancar a economia da cidade. Me sinto honrado e emocionado em estar participando deste momento, que é apenas o primeiro passo para uma vitória que será dos cajarienses”.

Maria Félix agradeceu as manifestações de apoio e carinho. Ela ratificou o seu compromisso de continuar lutando pelo crescimento do município. “O sentimento é de que, juntos, faremos uma Cajari verdadeiramente melhor e mais desenvolvida”.

Com sobrenome envolvido em trabalho escravo, André Fufuca é alvo de protestos

Com sobrenome envolvido em trabalho escravo, André Fufuca é alvo de protestos

André Fufuca (PP), conhecido nacionalmente pela alcunha de “Papi”, forma carinhosa que chamava o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, que até hoje está preso por práticas de corrupção, está sendo um dos alvos de protestos da população maranhense por ter votado a favor da Reforma da Previdência. O deputado federal já teve o sobrenome incluído na lista suja do trabalho escravo e agora de acordo com movimentos dos trabalhadores, ele mais uma vez fortalece o movimento de tirar os direitos dos mais pobres e vulneráveis.

Para entender: no ano de 2006, Fufuca – o pai – entrou na Lista Suja do trabalho escravo, divulgada pelo Ministério do Trabalho e Emprego. Motivo: 12 trabalhadores tinham sido libertados da Fazenda Piçarreira, em condições análogas ao trabalho escravo. Naquela oportunidade, o pai de André Fufuca era pela primeira vez, o prefeito de Alto Alegre do Pindaré, no noroeste do estado, região da Amazônia Legal.

De acordo com os movimentos em defesa dos trabalhadores, enquanto André Fufuca vota em favor da retirada dos direitos dos mais pobres e vulneráveis, ele segue com o salário mensal de R$33.763,00, já torrou R$664.364,84 em verba de gabinete somente em 2019, possui 20 funcionários, apartamento funcional e passaporte diplomático, ou seja, cheio de benefícios, enquanto que a população mais humilde não tem metade das benesses.

PDT suspende atividades do deputado maranhense Gil Cutrim

PDT suspende atividades do deputado maranhense Gil Cutrim

O partido decidiu também que até o fim do processo Gil Cutrim e os demais deputados ficarão suspensos de suas atividades partidárias.

O PDT decidiu nesta quarta-feira (17) abrir processo para decidir a punição aos oito deputados da sigla que contrariaram determinação partidária e votaram a favor da reforma da Previdência, entre eles, o deputado maranhense Gil Cutrim. O partido decidiu também que até o fim do processo os deputados ficarão suspensos de suas atividades partidárias.

De acordo com o presidente do PDT, Carlos Lupi, a suspensão significa que os parlamentares não poderão representar o partido nas direções estaduais e nacional, no Congresso, e também não poderão usar a legenda do PDT. O partido ainda vai decidir se eles poderão ocupar vagas em comissões na Câmara.

O processo para apurar a conduta dos deputados deve durar de 45 a 60 dias. Umas das punições possíveis é a expulsão do partido, mas os parlamentares também podem sofrer sanções mais brandas, como uma advertência.

Os deputados do PDT que foram temporariamente suspensos são: Alex Santana (BA); Flávio Nogueira (PI); Gil Cutrim (MA); Jesus Sérgio (AC); Marlon Santos (RS); Silvia Cristina (RO); Subtenente Gonzaga (MG); Tabata Amaral (SP).

“Como o processo não está esgotado, tem o segundo turno, e nós acreditamos que o ser humano é o único ser vivo capaz de evoluir, quem sabe alguns evoluem, ouçam o que está se fazendo de maldade com a base da sociedade que ganha até R$ 3 mil, R$ 2,5 mil, voltem atrás e voltem para o partido. É claro que a situação de qualquer um dos oito que voltar atrás nessa posição equivocada inicialmente será considerada como uma forte opção pelo partido”, afirmou o presidente do PDT.

Na segunda-feira (15), o PSB também decidiu abrir processo para definir a situação dos deputados da sigla que, contrariando determinação partidária, votaram a favor da reforma da Previdência.

Novo sistema eleitoral nas eleições de 2020 deve ser aprovado até setembro

Novo sistema eleitoral nas eleições de 2020 deve ser aprovado até setembro

A líder do Governo no Congresso Nacional, Joice Hasselmann (PSL) usou as redes sociais no fim de semana para anunciar a inclusão do sistema eleitoral distrital misto nas próximas eleições, previstas para o ano que vem.

De acordo com a parlamentar, a proposição foi feita pelo ministro Luis Roberto Barroso, do TSE.

Segundo a deputada, existe um movimento para aprovação da matéria até setembro deste ano.

O novo modelo de escolha dos representantes públicos é inspirado no sistema alemão e prevê a divisão dos estados e municípios em distritos eleitorais.

Desta forma, os candidatos a vereador de um bairro seriam diferentes daqueles dos eleitores de outro bairro.

Essa divisão seria feita pelo próprio TSE a partir de audiências públicas.

Jornal destaca gastos “assombrosos” de senadores e cita dois do MA

Jornal destaca gastos “assombrosos” de senadores e cita dois do MA

O jornal Gazeta do Povo, da cidade de Curitiba, destacou, em postagem do colunista e jornalista Lúcio Vaz, gastos de alguns senadores e que o matutino considerou “assombrosos”.

Na postagem “Os campeões de gastos no novo Senado: dinheiro público banca até chá de panela”, o jornal destaca que alguns senadores gastaram acima da média e/ou desperdiçaram dinheiro público com situações inusitadas.

Segundo o levantamento, que destaca na reportagem dois senadores do Maranhão – Weverton Rocha (PDT) e Roberto Rocha (PSDB) – os gastos com autopropaganda, consultorias, escritórios nos estados, passagens aéreas, viagens internacionais, combustível, aluguel de carros e aviões, e correios já custaram R$ 12 milhões aos cofres públicos no primeiro semestre deste ano.

De acordo com o Gazeta do Povo, o campeão de gastos é o senador Humberto Costa (PT-PE), com um total de R$ 350 mil. A reportagem destacou os gastos do senador Roberto Rocha e a compra de um “chá de panela” feita pelo senador Weverton Rocha. Vejam abaixo.

Os gastos do senador Roberto Rocha (PSDB-MA) já somam R$ 251 mil, sendo R$ 173 mil do “cotão”. Ele gastou R$ 83 mil com escritórios de apoio em São Luís e Imperatriz e R$ 68 mil em viagens internacionais. Numa delas, em Washington, falou sobre a “Perspectiva congressional da relação espacial Brasil-EUA”. Esteve também numa feira de alimentação em Bangkok, Tailândia, onde apresentou a empresários as “potencialidades para investir no Maranhão”.

O senador Roberto Rocha afirmou que gastou R$ 36 mil para aluguel do escritório de representação política de São Luís. Sobre vigilância do escritório na capital maranhense, disse que gastou R$ 35 mil na contratação de dois seguranças, que se revezam em turnos a cada 12 horas. O contrato inclui monitoramento eletrônico e câmeras de segurança.

O novo Senado também oferece materiais de copa e cozinha para os gabinetes. Alguns senadores novatos esbanjaram um pouco mais. O “chá de panela” do senador Weverton (PDT-MA) aconteceu no mês de abril, quando solicitou ao Senado louças, talheres e outros utensílios no valor de R$ 2 mil. Ele completou o estoque em maio. Ao todo, foram 60 xícaras, 36 pratos e 78 copos de vidro, além de talheres, jarra inox, porta copo, garrafa térmica. Só as xícaras custaram R$ 780.

A assessoria do senador Weverton afirmou que os utensílios citados na reportagem “estão no gabinete, onde os funcionários almoçam, em função da agenda que costuma ser cheia. E, por ser líder de bancada, o senador costuma realizar várias reuniões de trabalho semanalmente, com almoços bancados por ele mesmo com outros senadores, autoridades e representantes de diversos setores para tratar das pautas em discussão no Senado”.

 

‘Precisamos olhar para o futuro do Brasil’, diz Pastor Gildenemyr ao votar a favor da reforma

‘Precisamos olhar para o futuro do Brasil’, diz Pastor Gildenemyr ao votar a favor da reforma

deputado federal Pastor Gildenemyr do PL

O deputado federal Pastor Gildenemyr do PL votou a favor da reforma trabalhista que ocorreu na noite desta quinta-feira (27) na Câmara Federal onde o texto base da reforma foi aprovado em votação de 1º turno . O placar geral foi de 379 votos a favor, 131 contra e três ausências.

Para o parlamentar, defender as propostas de mudança significa demonstrar apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas “olhar para o futuro do Brasil”.

“Aprovamos o texto base da reforma da previdência no primeiro turno. Foi uma grande vitória. Com 379 votos, conseguimos muito mais apoio do que o necessário. Isso mostra como nós estamos comprometidos com o avanço, crescimento e o futuro do Brasil”

Segundo o Pastor Gildenemyr, a reforma demostra que o governo tem responsabilidade com as contas do País, e conter o déficit previdenciário. Em 2018, o rombo foi de R$ 264,4 bilhões, considerando o INSS, servidores públicos e militares.

“A população brasileira está envelhecendo e a previdência não tem como manter as aposentadorias se não fizer a reforma. Em momentos como esse, é importante olhar para o futuro do Brasil”, completou.

Dos 18 deputados federais do Maranhão, 14 votaram a favor da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da Previdência e quatro votaram contra.

A Câmara retorna a discussão sobre a reforma, mas agora para analisar 14 propostas de alteração no texto-base, os destaques. Para concluir esta primeira parte, é necessária a análise dos destaques apresentados pelos partidos. Depois, o texto deve ser votado em segundo turno novamente pelos deputados e em seguida, a matéria segue para apreciação do Senado.

“Mais que nomes para disputa, precisamos de um projeto com ações concretas para São Luís”, diz Honorato sobre eleições 2020

“Mais que nomes para disputa, precisamos de um projeto com ações concretas para São Luís”, diz Honorato sobre eleições 2020

A política direcionada para áreas da saúde, educação, meio ambiente, esporte e cultura na capital maranhense foram alguns dos temas debatidos com lideranças políticas do comando do PT, durante uma reunião em Brasília.

Desde o início deste mês, o vereador Honorato Fernandes está afastado do mandato, após pedir licença sem vencimento, para resolver questões pessoais e, ainda, cumprir uma extensa agenda política/partidária, em Brasília e no Rio Janeiro.

Na capital federal, entre outras atividades, destaque para a reunião com a presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), a deputada federal Gleisi Hoffmann.

A visita a membros da bancada maranhense, além de correligionários na Câmara dos Deputados e Senado Federal, também esteve na lista de compromissos do parlamentar.

No encontro com Gleisi e outras forças petista, além de alinhar as diretrizes objetivando garantir a reeleição da presidente da sigla, de debater as eleições internas na legenda, que acontece em setembro, Honorato Fernandes abriu discussão sobre as eleições municipais na capital maranhense em 2020. Na reunião, dois pontos foram defendidos.

“Além das questões da sociedade a nível nacional, precisamos estender e pautar essa discussão na cidade de São Luís, pois o partido tem ocupado uma posição periférica. Acredito que o debate precisa ser ampliado, não somente junto à nossa militância, mas, também, abrindo canal de diálogo com os diversos seguimentos da sociedade”, defendeu Honorato.

Na reunião, o parlamentar disse, ainda, “que no momento não são os nomes que precisam ser definidos dentro do PT, mas, sim, a abertura do debate para definir um projeto coletivo, real e extremamente participativo, com ações concretas para a Ilha de São Luís”, pontuou.

DISCURSO DIRECIONADO

Para o próximo pleito, Honorato Fernandes ratificou a importância de debater e apresentar ações direcionadas para setores específicos como saúde, educação, cultura, esporte e outros. “Precisamos construir esse projeto direcionando o debate para cada área e/ou função do município. Na área da saúde, por exemplo, faz-se necessário discutirmos questões que envolvem superlotação das unidades, falta de medicamentos e equipamentos, como tomógrafos, atendimento médico mais humanizado, valorização dos servidores da área”, disse.

A Educação, com suas peculiaridades a nível municipal, também esteve na pauta do encontro. “Na área da educação, conjuntamente com a sociedade, precisamos pensar desde a política de micro-planejamento de rede, para efetivamente identificar demanda X oferta, até a valorização do profissional, que trabalha muitas das vezes em ambientes insalubres”, disse.

As lideranças ouviram propostas que permitem a revitalização de espaços de lazer para juventude nos próprios bairros, uma política mais ampla para valorização do meio ambiente, bem como dos artistas que fazem cultura em São Luís.

“Nosso partido deverá apresentar propostas que serão discutidas com a sociedade, no sentido de construir um projeto com ações nas diversas áreas que possam ser executadas, e que sejam construídas em parceria com o cidadão e não meramente dentro de gabinetes, como tem acontecido, fazendo com que alguns projetos, muita das vezes, por não ouvir a sociedade, não representem o anseio ou necessidades imediatas da população “, finalizou Honorato.