Agência Espacial Brasileira investirá em infraestrutura para Alcântara

Agência Espacial Brasileira investirá em infraestrutura para Alcântara

A Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI) formalizou na semana passada Plano de Trabalho em Conjunto com o Ministério da Infraestrutura (Minfra) para implementar ações relacionadas com o Programa de Desenvolvimento Integrado para o Centro Espacial de Alcântara (PDI-CEA). O documento foi assinado na quinta-feira (2) pelo Secretário-Executivo do Minfra, Marcelo Sampaio, e pelo presidente da AEB, Carlos Moura.

A reunião tratou ainda de projetos e sinergias relacionados a Alcântara, para melhorar a infraestrutura do município, com vistas a transformar o Centro Espacial em uma base de lançamento competitiva internacionalmente. O secretário comentou que conhece Alcântara e que sabe da sua riqueza cultural. Sampaio reforçou que será gratificante trabalhar em prol de entregas ao município e a toda sociedade brasileira.

Durante o processo de discussão do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), o Ministro de Ciência Tecnologia e Inovações, Astronauta Marcos Pontes, assegurou que, uma vez aprovado o acordo, AEB e MCTI se debruçariam no planejamento de todas as ações e melhorias técnicas e de infraestrutura para que Alcântara entre no mercado internacional de maneira competitiva, e leve a um processo de desenvolvimento socioeconômico inclusivo. “Essa parceria com o Ministério da Infraestrutura é um exemplo concreto do governo federal arregaçando as mangas para viabilizar a melhoria dos diversos modais de transporte que atenderão Alcântara e região”, afirmou o presidente da AEB, Carlos Moura.

Alcântara precisa de implementação de infraestrutura em seu retorno. Para isso, AEB/MCTI e MINFRA trabalharão juntos, a afim de entregar benefícios ao estado do Maranhão, e para o Brasil.

Mais de 85 mil servidores públicos receberam auxílio emergencial de forma irregular no Maranhão

Mais de 85 mil servidores públicos receberam auxílio emergencial de forma irregular no Maranhão

Um levantamento da Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) apontou que 85.213 servidores públicos estaduais e municipais receberam de forma irregular o Auxílio Emergencial no Maranhão.

Os dados aponta que entre os 26 estados e o Distrito Federal, o Maranhão foi a unidade da federação em que mais servidores públicos receberam o auxílio. Em todo o país, mais de 317 mil funcionários públicos receberam o benefício e o prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 222,987 milhões.

No Maranhão, mais de R$ 62 milhões foram pagos indevidamente aos servidores públicos. Segundo a CGU, o valor pode ser ainda maior já que os dados foram baseados nos rendimentos pagos no mês de maio e, muitos servidores, receberam mais de uma parcela do benefício.

Ex-prefeito de Porção de Pedra morre vítima da Covid-19

Ex-prefeito de Porção de Pedra morre vítima da Covid-19

Gildásio Ângelo da Silva, mais conhecido como Dr. Gildásio, de 59 anos, ex-prefeito de Poção de Pedras/MA, morreu na noite desse domingo (5), no Hospital São Domingos, em São Luís, por conta de complicações causadas pela Covid-19.

Há dois meses o ex-prefeito do município lutava contra a doença. Gildásio foi também diretor da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), que por meio de nota lamentou seu falecimento.

Veja a nota da FAMEM

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) lamenta o falecimento do servidor público federal Gildásio Ângelo da Silva, ex-prefeito de Poção de Pedras e ex-diretor desta entidade com histórico de dedicação à causa municipalista.

Dr. Gildásio, de 59 anos, faleceu neste domingo (05) em decorrência de complicações causadas pela covid-19. Ele estava internando há dois meses no Hospital São Domingos, nesta capital, em tratamento contra a doença.

A Famem se solidariza com a família, amigos e munícipes da região do Médio Mearim neste momento de imenso pesar.

Mais uma baixa no governo: Renato Feder rejeita convite para ser ministro da Educação

Mais uma baixa no governo: Renato Feder rejeita convite para ser ministro da Educação

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, publicou mensagem neste domingo (5) na qual afirma ter recusado convite do presidente Jair Bolsonaro para ser o novo ministro da Educação.

Neste sábado (4), a colunista do G1 e da GloboNews Ana Flor informou que Bolsonaro havia segurado a indicação de Feder após repercussão negativa que o nome teve entre apoiadores de grupos ideológicos e evangélicos.

“Recebi na noite da última quinta-feira uma ligação do presidente Jair Bolsonaro me convidando para ser ministro da Educação. Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação”, escreveu Feder em uma rede social.

Pesquisa Prever mostra que Rubens Júnior ainda pode crescer 99%

Pesquisa Prever mostra que Rubens Júnior ainda pode crescer 99%

Pré-candidato à Prefeitura de São Luís, Rubens Júnior

Os pré-candidatos à Prefeitura de São Luís que estão à frente na disputa eleitoral – os deputados Eduardo Braide (Podemos), Duarte Júnior (Republicanos) e Wellington do Curso (PSDB) – também fazem parte do grupo dos que têm maior rejeição dos eleitores. Não votariam de jeito nenhum em Eduardo Braide 3,9%, segundo pesquisa do Instituto Prever divulgada neste sábado (04/07) pelo blog do jornalista Diego Emir. Duarte é rejeitado por 3,3%, enquanto Wellington lidera esse índice com 7,4%, entre os três primeiros. Já alguns candidatos que tiveram porcentuais de intenção de voto mais baixa apresentam rejeição bem menor.

Teoricamente, quanto mais elevada é a rejeição, mais difícil fica para um candidato ampliar o seu eleitorado. E os menos rejeitados apresentam maior potencial de crescimento.

Os pré-candidatos com menor rejeição, segundo o Instituto Prever, são o deputado estadual Neto Evangelista com 3,1%; Madeira com 2,8%; Dr Yglesio 2,1%; Franklin Douglas 1,8%; Jeisael Marx 1,6%; Saulo Arcangeli 1,1%; Rubens Júnior 1,0%; Honorato Fernandes 0,8% e Silvio Antônio com 0,6%, como os dois não serão candidatos, o cenário de menor rejeição favorece Rubens Júnior e mostra que ele pode, sim, crescer na corrida pelo Palácio dos Leões, sede da prefeitura da capital.

QUEM VAI ABSORVER REJEIÇÃO?

O deputado Adriano Sarney é o mais rejeitado com 26,2%, seguido por Bira do Pindaré com 12,1%. A dupla está prestes a ocupar um patamar que inviabiliza uma candidatura. Uma rejeição acima de 50% é sinônimo de derrota certa, pois para um candidato ser eleito ele precisa ter metade mais um dos votos. Se ambos vierem a desistir da disputa, a situação pode complicar para os chamados ‘lideres’ que também encabeçam a lista dos pré-candidatos com rejeição alta.

A dúvida que fica é a seguinte: sem Adriano e Bira na disputa, quem vai absorver a rejeição na corrida eleitoral? Braide, Duarte ou Wellington? Nesse quesito, a situação seria pior para o Wellington e Braide, segundo os números divulgados hoje.

MAIORIA NÃO OPINOU

Outro ponto importante que merece ser destacado para quem tem a menor rejeição é a possibilidade de crescer ao longo da disputa. Isso porque, segundo o levantamento, no cenário espontâneo, 54% disseram que não sabem em quem votar ou não quiseram responder. Esse número revela falta de convicção do entrevistado na escolha dos pré-candidatos.

METODOLOGIA

A pesquisa do Instituto Prever possui uma margem de erro máxima estimada considerando um modelo de amostragem aleatória simples de 1006 entrevistas que é de 3% para mais ou para menos e o índice de confiança é de 95%. O plano amostral consta de quotas proporcionais existentes no município pesquisado de acordo com as variáveis, Sexo, Faixa Etária e escolaridade referenciadas na base de dados do mês de maio de 2020 do TSE. A pesquisa está registrada com o seguinte protocolo MA-04571/2020.

Metodologia do Instituto Prever pode ter ‘inflado’ números a favor de Adriano Sarney

Metodologia do Instituto Prever pode ter ‘inflado’ números a favor de Adriano Sarney

O Questionário que o Instituto Prever usou para coletar dados na pesquisa que foi divulgada neste sábado (04/07) pelo blog do jornalista Diego Emir, provocou questionamentos na imprensa.

Primeiro a fazer uma abordagem sobre o assunto, o site Maranhão de Verdade, destacou que em vez de mostrar ao eleitor um cartão circular com os nomes dos candidatos, expediente usado para não privilegiar nenhum dos concorrentes, o Prever apresentou uma lista em ordem alfabética, conforme documento disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Questionário usado pelo Instituto Prever

Ao analisar o método que contraria a prática do mercado e causa estranheza entre os demais institutos, é possível destacar que o maior beneficiado foi o deputado Adriano Sarney (PV), que por ser o primeiro na ordem alfabética acabou sendo favorecido com os resultados.

A polêmica aumenta mais ainda quando comparamos os números da Prever com os da pesquisa Data Ilha, divulgada em fevereiro pelo blog do jornalista Clodoaldo Corrêa, registrada sob o número MA-01492/2020.

Naquele mês, nos dados da Estimulada, quando são colocados praticamente todos os pré-candidatos apontados, Adriano Sarney aparecia com apenas 0,8%.

Adriano Sarney aparece com apenas 0,8%, em fevereiro, pelo Instituto Data ilha

Sete meses depois, sem que tenha ocorrido algo que pudesse alavancar o parlamentar verde, eis que surge um novo levantamento cujo instituto apresentou os nomes dos pré-candidatos em ordem alfabética,  que colocou Adriano como o primeiro da lista do questionário usado na coleta.

A suposta manobra, ao que parece, demonstrou um resultado favorável ao próprio Adriano que pulou de 0,8%, na pesquisa Data Ilha, para 8,9% no levantamento do Prever.

A divulgação dos dados trouxe mais perguntas do que respostas como, por exemplo: a metodologia usada tinha objetivo de afetar diretamente no cenário eleitoral?

Ao ‘inflar’ os números em favor de um dos pré-candidato estão querendo escolher um adversário para o segundo turno?

Porquê colocaram Duarte Júnior em segundo lugar mesmo aparecendo empatado tecnicamente com Wellington?

Se a pré-candidata Detinha é ‘desconhecida’ do eleitorado ludovicense o que motivou sua ‘rejeição’ ter quase o mesmo patamar do que a de Eduardo Braide, mais conhecido do público?

Por fim, cabe uma última pergunta: num eventual segundo turno, seria mais fácil pra Braide vencer Duarte, considerado governista; Adriano, um legítimo saneisita ou Wellington, único que faz uma oposição mais incisiva a Flávio Dino?

Noleto é o terceiro secretário anunciar apoio a Rubens Júnior

Noleto é o terceiro secretário anunciar apoio a Rubens Júnior

Lula e Flávia Alexandrina já integram o projeto vitorioso rumo a Prefeitura de São Luís

Além da secretária de Gestão – Flávia Alexandrina e do colega Carlos Lula(Saúde), quem também anunciou apoio nas últimas horas ao projeto do deputado federal licenciado Rubens Júnior(PCdoB) – foi o correligionário e secretário de Infraestrutura – Clayton Noleto.

Ao comentar sua decisão de apoiar Rubens, Noleto reiterou que o pré-candidato conta com sensibilidade para realizar a boa política, aquela voltada para atender as necessidades da população, sobretudo daqueles que precisam.

“Nosso partido tem orgulho e a convicção de que a pré-candidatura do Rubens é uma proposta que tende a crescer, a ganhar cada vez mais apoio e ser vitoriosa para realizar um grande trabalho pela nossa querida e amada capital, São Luís”, disse Noleto.

Na entrevista concedida ao Jornal Pequeno, o secretário também enfatizou que além do conhecimento cognitivo, o jovem advogado, mestre em Direito Constitucional, tem experiência como parlamentar, a nível estadual e federal, bem como gestor. “Nós temos muita confiança na pré-candidatura de Rubens, porque ele possui características que são muito importantes para gerar boas ideias e boas ações”, finalizou o secretário.

Para Rubens Júnior, ter o apoio de Clayton Noleto mostra que o projeto está na direção certa. “Jogo é jogo e treino é treino. Estamos trabalhando muito na construção de um projeto que possa fazer de nossa pré-candidatura vitoriosa. O secretário tem nos ajudado no debate sobre infraestrutura. Precisamos ter um plano de governo executável, e que possa melhorar a vida das pessoas. Este apoio mostra que nosso partido está unido em torno de uma única proposta para São Luís”, comentou Rubens.

Em uma crescente, ao longo da semana, novas adesões deverão ser anunciadas em torno do projeto comunista rumo ao Palácio La Ravardiere. Hoje, o PCdoB já conta com o apoio do PP, DC, PMB e Cidadania, somando mais 200 candidatos ao Legislativo Municipal, sendo, na atual conjuntura, o maior grupo na disputa.

Vereadores de São Luís aprovam reajuste para profissionais do magistério

Vereadores de São Luís aprovam reajuste para profissionais do magistério

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, na tarde desta sexta-feira (03), durante sessão extraordinária, realizada de maneira remota, um reajuste de 2,6% para os profissionais do magistério, que vai beneficiar, principalmente, 30 servidores que atuam na rede municipal de ensino, mas estavam com perdas salariais.

A proposta tramitava em regime de urgência. Segundo texto do projeto, a correção será aplicada assim que o dispositivo entrar em vigor na data de sua publicação, mas com efeitos financeiros a partir de 1º de janeiro de 2020, conforme o artigo 5º da Lei nº 11.738/2008.

A mensagem, de nº 06/2020, que acompanha o Projeto de Lei 027/2020, informa que o reajuste no vencimento vai atender os servidores públicos efetivos, inativos e pensionistas, constantes no anexo II, da Lei nº 4.931, de 07 de abril de 2008, que trata do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos profissionais do Magistério.

“Ressalto que esta recomposição proposta no presente Projeto de Lei, apresenta conformidade com o Plano Plurianual (PPA), Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e Lei Orçamentária Anual (LOA), em vigência, bem como, com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – Lei Complementar nº 101/2000”, destaca o chefe do Executivo, no documento encaminhado ao Legislativo.

Dos 22 vereadores conectados na plataforma, o texto recebeu apenas uma abstenção durante sua análise. A proposta destaca ainda, que este índice é para fins da recomposição de perda e equiparação ao Piso Salarial Nacional do Magistério, conforme determina Portaria Interministerial do MEC/MF, nº 03 de 13 de dezembro de 2019.

Com a aprovação, o projeto foi encaminhado para a redação final e seguirá para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). A sessão remota foi comandada pelo presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT).

Cidadania decide apoiar pré-candidatura de Rubens Júnior à prefeitura de São Luís

Cidadania decide apoiar pré-candidatura de Rubens Júnior à prefeitura de São Luís

Dia após dia, a pré-candidatura do deputado licenciado Rubens Pereira Júnior(PCdoB) ganha mais robustez. Há exemplo do Partido Progressista(PP), Democracia Cristã(DC) e Partido da Mulher Brasileira(PMB), na manhã desta sexta-feira(03) foi anunciado mais um reforço de peso ao projeto encabeçado pelo PCdoB rumo ao Palácio La Ravardiere: o Cidadania.

Comandado no Maranhão pelo administrador Eliel Pereira Gama, irmão da senadora Eliziane Gama, o partido oficializou formalmente, durante ato realizado na sede do partido e que foi transmitido por videoconferência, o apoio ao pré-candidato à prefeitura de São Luís, Rubens Júnior (PCdoB).

Líder do partido no Senado, a senadora Eliziane Gama participou do evento e afirmou que faz questão de estar nas ruas com Rubens Júnior, de quem foi colega de plenário na Câmara dos Deputados na legislatura passada. Disse, também, que a escolha pelo nome de Rubens é fruto da convicção do Cidadania de que ele é o melhor nome para a prefeitura.

“Rubens e eu começamos a vida pública juntos em 2006, ele é a junção de capacidade política, que vem de berço, e de alguém que estudou muito e se preparou para a vida pública. Também reúne, apesar de jovem, muita experiência com seus mandatos de federal e estadual, além da enorme contribuição que deu para o governo Flávio Dino, na condição de secretário de Cidades”, afirmou a senadora.

O apoio da senadora ao pré-candidato do PCdoB terá um grande peso na disputa pelo Palácio de La Ravardière, pois, dos 873.635 eleitores que compareceram às urnas na capital em 2018, ela obteve 227.856 votos, equivalente a 26,08 % da votação.

O ato conduzido pelo presidente do Diretório do Cidadania, contou, ainda, com a presença de várias filiados com referência na política da capital, destaque para a ex-vereadora Rose Sales, que vai tentar retornar à Câmara Municipal disputando pela nova legenda.

Rubens Júnior, recém-desincompatibilizado do cargo de secretário de Estado das Cidades do Maranhão (Secid), afirmou que o apoio oficial do Cidadania à sua pré-candidatura lhe motiva e destacou que a chegada do partido reforça ainda mais um grupo de legendas que poderá colocar no pleito deste ano mais de 200 candidatos a vereador.

“Ter o apoio de todas as lideranças do nosso partido nos motiva a continuar, não é fácil encarar uma missão como essa, mas temos experiência como parlamentar estadual e federal, além de secretário, o que nos permite acreditar que podemos fazer o melhor por São Luís”, destacou Rubens.

Além do presidente do partido comunista, o deputado federal Márcio Jerry, o evento contou com a presença dos presidentes do DC – Totó Martins e PMB – Efigênia Tavares. O presidente do PP – deputado federal André Fufuca não compareceu ao ato por esta cumprindo agenda política fora da capital.

Passagem Franca: MP-MA aciona prefeito por irregularidades em Portal da Transparência 

Passagem Franca: MP-MA aciona prefeito por irregularidades em Portal da Transparência 

Fachada Passagem Franca

O Ministério Público do Maranhão expediu Recomendação, em 3 de julho, ao prefeito e ao secretário municipal de Administração de Passagem Franca para o cumprimento integral da Lei de Acesso à Informação (Lei n° 12.257/2011), com o envio das informações de documentos de caráter coletivo, da Prefeitura e de seus órgãos, quando solicitadas, e a disponibilização no Portal da Transparência.

Foi fixado prazo de 10 dias para o encaminhamento à Promotoria de Justiça da Comarca de Passagem Franca de documentação que comprove o cumprimento da Recomendação, sob pena de serem tomadas as medidas legais cabíveis.

A manifestação ministerial foi assinada pelo promotor de justiça Carlos Allan da Costa Siqueira, da Comarca de Passagem Franca.

Motivou a Recomendação a não disponibilização pela Prefeitura, no Porta da Transparência, de informações solicitadas pelo vereador Samuel Santos Saraiva. Além disso, a administração municipal condicionou o encaminhamento dos documentos coletivos requeridos pelo parlamentar, à prévia aprovação do requerimento pelo plenário da Câmara de Vereadores.

A denúncia da irregularidade foi registrada na Promotoria de Justiça de Passagem Franca.

Na Recomendação, o promotor de justiça relatou que o descumprimento da Lei de Acesso à Informação pela Prefeitura de Passagem Franca, devido a irregularidades constatadas no Portal da Transparência do município, já é alvo de Ação Civil Pública em tramitação.

Também foi destacado que somente informações e documentos de sigilo imprescindível para a segurança da sociedade e do estado não podem ser divulgadas.