Livro “A História do Boizinho de Brinquedo” é relançado na Felis com apoio do vereador Honorato

Livro “A História do Boizinho de Brinquedo” é relançado na Felis com apoio do vereador Honorato

Foi relançado, nesta quarta-feira (16), na Feira do Livro de São Luís, o livro “A História do Boizinho de Brinquedo”, idealizado pela escritora Joana Bittencourt.  Com o apoio do vereador Honorato Fernandes (PT), o lançamento da nova edição do livro foi acompanhado da apresentação do espetáculo teatral homônimo, a partir do qual a obra literária foi concebida.
No espetáculo, 30 bonecos de luva e varas compõem a encenação,  cujo acompanhamento fica a cargo das toadas de bumba boi entoadas ao vivo, nos sotaques Zabumba, Matraca, Pandeirão e Orquestra. O roteiro é uma adaptação para o público infantil do auto de bumba-meu-boi.
No evento de relançamento, o leitor que adquiriu o livro ganhou ainda um CD com as toadas do espetáculo. O CD acompanha a nova edição do livro infantil, que conta também com novas ilustrações.
Para a autora do livro e do espetáculo, Joana Bittencourt, “a história, seja ela contada por meio da linguagem literária, seja por meio da linguagem teatral, tem como objetivo resgatar valores como amizade, respeito, inclusão e gratidão. Tudo isso em uma narrativa construída a partir das tradições e lendas da cultura popular maranhense”, destacou a escritora, manifestando ainda gratidão pela parceria e apoio do vereador Honorato Fernandes.
O vereador que também já destinou emenda parlamentar para a Sociedade Artística e Cultural Beto Bittencourt, a fim de levar às escolas da rede pública o espetáculo Boizinho de Brinquedo, ressaltou a importância do incentivo a leitura, aos artistas e às manifestações artísticas e culturais maranhenses.
“Em tempos de desvalorização do saber artístico, científico e cultural, apoiar trabalhos como o da Joana é primordial. Significa valorizar e incentivar a leitura, a nossa cultura, os nossos artistas, aqueles, cuja importância é primordial, pois é através do fazer artístico e cultural deles que a chama da nossa identidade cultural segue viva”, disse o parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *