Compra de apoio por R$ 7 mil pode levar à cassação do prefeito de Coroatá

Compra de apoio por R$ 7 mil pode levar à cassação do prefeito de Coroatá

O Ministério Público emitiu parecer pela cassação dos mandatos do prefeito de Coroatá, Luis Mendes Ferreira Filho, do vice Juscelino do Carmo Araújo, e do vereador Antônio Macílio Gonçalves Magalhães.

Uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo foi proposta pela Coligação Unidos pela Mudança de Coroatá- MA. De acordo com a ação, o atual prefeito e o vice teriam praticado atos de abuso de poder político, econômico, corrupção e captação ilícita de ilícita de voto.

Na denúncia, consta que o prefeito Luis da Amovelar Filho teria entregue dinheiro ao vereador Macílio Gonçalves e este repassado ao conselheiro tutelar Jarbas Almeida R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), em troca do seu apoio político.

Em um vídeo, é possível ver o candidato Macílio Gonçalves (de vermelho), precisamente aos 25 segundos, colocando certa quantia em dinheiro sobre a cadeira branca ao seu lado esquerdo e Jarbas (de preto) pegando o valor, conferindo e, em sequência, dizendo que vai atender Macílio e Douglas (funcionário público e particular político do atual Prefeito). Após a saída de Macílio, de Douglas e da terceira pessoa que os acompanhava, Jarbas reaparece nas gravações dizendo que o valor pecuniário se refere à dinheiro público e que aqueles que lá estavam tentavam comprá-lo, para obtenção de apoio político e voto.

Como prova do apoio político foi colacionada fotografia de Jarbas aderindo à campanha do candidato “Luís da Amovelar.

“Verificou-se que a Prefeitura de Coroatá foi utilizada pelo réu LUÍS MENDES FERREIRA FILHO, em conluio com o vereador MACÍLIO, como instrumento para intermediar troca de cargo público ou benefício, por apoio político do eleitor JARBAS ALMEIDA. (…) Assim, no mérito entende que a ação deve ser julgada procedente, merecendo justa reprimenda,”, manifestou-se a promotora de Justiça Aline Albuquerque.

Agora resta a juíza se manifestar, o que deve acontecer nos próximos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *