Câmara realiza audiência para discutir serviços da BRK em Ribamar

Câmara realiza audiência para discutir serviços da BRK em Ribamar

Má qualidade da água consumida na cidade, reclamações sobre o valor alto das contas enviadas aos consumidores e supostos pagamentos de tarifa de esgoto mesmo sem uso do serviço foram alguns dos questionamentos feitos pelos vereadores aos representantes da BRK Ambiental, durante audiência pública realizada na manhã desta terça-feira (22/06), na Câmara Municipal, para discutir as principais queixas dos ribamarenses contra os serviços prestados pela concessionária que é responsável pelos serviços de água e esgoto em São José de Ribamar.

O evento, restrito devido à pandemia de Covid-19, contou com participação do secretário André Luís de Oliveira Cruz, titular da Secretaria Municipal de Obras, Habitação, Serviços Públicos e Urbanismo – SEMOSP; e do Dr. Madson Henrique Araújo Dias Júnior, chefe da Assessoria Jurídica – ASSEJUR da Prefeitura.

Ao adentrar o espaço, os convidados realizavam a higienização das mãos com álcool em gel. O uso de máscaras era obrigatório.  O diretor de Investimentos e Engenharia da BRK Ambiental, Marcelo Braga de Araújo, representou no ato o presidente da companhia, José Mário Ribeiro do Espírito Santo. O Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico (Cisab), formado pelas Prefeituras de Paço do Lumiar e São José de Ribamar, foi o único convidado que não participou do debate.

Coordenada pela presidente da Casa, vereadora Francimar Jacintho (PL), a audiência foi transmitida pelo canal da Câmara no YouTube e contou com participação virtual dos cidadãos ribamarenses. Durante a transmissão, os parlamentares tiveram tempo para fazer questionamentos que estavam sendo apresentadas pelos internautas que acompanhavam o ato.

Reclamações motivam encontro

Francimar abriu a reunião explicando que as principais reclamações apresentadas pela população motivaram os vereadores a propor um encontro com representantes da empresa para discutir questões relacionadas à falta de água encanada e rede de esgoto em algumas localidades; falhas em reparos da pavimentação, após religamento de tubos; fechamento da agência de atendimento no município, dentre outros assuntos já abordados no início da matéria.

“Água é um direito humano e em pleno período de pandemia estamos vendo muitas queixas dos ribamarenses contra os serviços prestados pela BRK. Precisamos tratar essas questões com seriedade para evitar que situações como essas por parte dos consumidores. As falhas na prestação do serviço resulta em cobranças por parte dos vereadores. Nós, enquanto representantes do povo, estamos sendo cobrados e não podemos aceitar isso”, discursou a chefe do legislativo.

Leia mais notícias em www.dalvanamendes.com e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Blog por WhatsApp pelo telefone (98) 98784-1834.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *