Notícias

‘É preciso avaliar propostas, não sobrenomes’, diz Adriano

‘É preciso avaliar propostas, não sobrenomes’, diz Adriano

Neto do ex-presidente José Sarney quer repetir, na capital maranhense em 2020, o mesmo protagonismo do prefeito ACM Neto em Salvador, em 2012.

Adriano em entrevista à Rádio 92,3 FM (Fotos: Divulgação)

Novato na política, o deputado estadual Adriano Sarney (PV) que possui menos de sete anos de vida pública, tenta, por conta própria, realizar um feito: se firmar como uma opção viável na disputa em São Luís no ano que vem, mesmo contra o governo do estado e contra prefeitura, e repetir, na capital maranhense o mesmo protagonismo do prefeito ACM Neto em Salvador, em 2012, considerado na atualidade um dos melhores gestores do país.

Para colocar seu plano em prática, Adriano que é neto do ex-presidente José Sarney, disse em entrevista à Rádio 92.3 FM, na tarde desta quinta-feira (24), que o eleitorado precisa avaliar as propostas e a pessoa, não o sobrenome.

“Eu acho que temos que dá oportunidades as propostas, nós temos que dá oportunidades às pessoas e não ao sobrenome, e não ao fato da pessoa ser politico ou apolítico. Dizem que tem agora a nova politica que só querem votar em juiz e militar, mas quem é a pessoa?”, questionou o parlamentar.

Entrevistado no programa Na Hora, pelos apresentadores Isaías Rocha e Flavio Chocolate, o líder do Bloco de Oposição na Assembleia, afirmou que sua principal missão na corrida sucessória será apresentar aos ludovicenses uma São Luís que precisa se modernizar para diversificar a matriz econômica da cidade, que atualmente, ignora sua atividade portuária.

“São Luís não se modernizou. Nós estamos hoje numa era digital. Hoje você deveria marcar consulta [médica] digitalmente ou fazer a matrícula [da escola] do filho de forma digital. São Luís precisa ser modernizada, precisa de gestão e essa será a minha missão”, disse.

Adriano esteve na Rádio 92.3 FM, emissora localizada na Grande São Luís, para destacar a democratização do mandato parlamentar com o projeto “Emendas Participativas”, uma ação destinada a garantir à população do estado – e não apenas de quem votou nele – o direito de definir para onde irão R$ 4 milhões em emendas parlamentares, que poderão ser direcionadas pelos próprios cidadãos a áreas como Saúde, Educação, Esporte, Lazer, Agricultura, Infraestrutura Urbana, Inclusão e Desenvolvimento Social.

HISTÓRIA QUE SE CONFUNDE

Questionado se iria conseguir repetir em São Luís no próximo ano o mesmo protagonismo de ACM Neto em Salvador, Adriano afirmou que a história do prefeito soteropolitano se confunde com a sua e explicou.

“O que aconteceu com ele [ACM Neto] foi uma história que, de certa forma, parece com a minha. Ele era de uma família que tinha história politica, onde muitos gostavam e outros não gostavam da sua família que naturalmente estava muito tempo na politica (…). O ACM Neto quando se candidatou pela primeira vez à Prefeitura de Salvador, ficou em terceiro lugar, não conseguiu êxito. Depois de quatro anos, ele se candidatou novamente e conseguiu êxito no segundo turno, contra o governo do estado e contra prefeitura, muito parecido com minha situação agora. E hoje é o melhor prefeito do Brasil. Ele fez a revolução e modernizou Salvador”, comparou.

 

QUEM É ELE?

Nascido em São Luís, no dia 20 de junho de 1980, José Adriano Cordeiro Sarney é filho do ex-deputado e ex-ministro Sarney Filho e da antropóloga Lucialice. Seu avô paterno, José Sarney, é um dos políticos responsáveis pela democratização do Brasil e membro da Academia Brasileira de Letras. Adriano é economista, administrador, empresário, deputado estadual e colunista do jornal O Estado.  Ele é casado com Maria Fernanda, e pai de João Gabriel e Maria Olívia.

O entrevistado é Mestre em Economia pela Université Paris I Panthéon-Sorbonne e pós-graduado em Gestão pela Universidade Harvard. Por ser um grande incentivador do conhecimento, Adriano busca sempre se aperfeiçoar, realizando cursos e participando de palestras que agregam valor e conhecimento para o mesmo.

Oriundo da iniciativa privada, com experiência em Multinacionais, Adriano decidiu colocar seu nome para apreciação popular no ano de 2014, quando foi eleito a Deputado Estadual. Foi Presidente da Comissão de Assuntos Econômicos em 2015 e da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional em 2016, também foi eleito para a Mesa Diretora para o período 2017-2018, periodo em que presidiu a Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa.

Em 2018, foi reeleito Deputado Estadual, o mais votado da oposição com 50.679 votos. Atualmente é líder do Bloco Parlamentar de Oposição na Assembleia Legislativa e presidente do Partido Verde no Estado.

Expositores, criadores e visitantes movimentam a Expoema 2019

Expositores, criadores e visitantes movimentam a Expoema 2019


Com uma vasta programação de palestras e cursos, rodeios, exposição e leilões de animais, stands de instituições e comercialização de equipamentos e produtos agropecuários, teve início neste domingo a 61ª Exposição Agropecuária do Estado do Maranhão (Expoema 2019), no Parque Independência, em São Luís. O evento foi aberto oficialmente pelo presidente da Associação dos Criadores do Estado do Maranhão, Ivaldeci Mendonça, e pelo vice-governador Carlos Brandão.

Também presentes à solenidade da abertura o presidente da Empresa Maranhense de Administração (Emap), Ted Lago, o representante da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Henrique Salgado; os deputados estaduais Vinicius Louro, Duarte Júnior e Adelmo Soares; e o presidente do Sebrae, Raimundo Coelho, e o presidente da Gasmar, Deoclides Macedo, entre outras autoridades.

O presidente da Associação dos Criadores ressaltou a importância da Expoema, como espaço de produção de conhecimento, inovação e tecnologia. “Nosso objetivo é garantir que os produtores e criadores saiam maiores do que entraram, com mais conhecimento e informação para produzir mais e com melhor qualidade. Ao mesmo tempo em que oferecemos diversão e entretenimento para as famílias que visitarem o Parque Independência”, declarou Ivaldeci Mendonça.

“O Governo do Estado manteve-se parceiro da Ascem na realização da Expoema, a exemplo do apoio que dá à realização das exposições de Balsas, Imperatriz, Açailândia e Grajaú. A Expoema fortalece o setor primário ao focar na produção de conhecimento, possibilita a troca de experiências entre os produtores e criadores, gera oportunidades de negócios e também favorece a economia informal. Por isso conta com o apoio também da Assembleia Legislativa, da Emap e da Federação dos Municípios”, declarou o vice-governador Carlos Brandão.

Na abertura, um desfile de animais chamou a atenção de autoridades e visitantes, entre eles o equino Zeus, da raça Frisio, e o híbrido Luna (cruzamento de cavalo quarto de milha e zebra). Foram apresentados ao público equinos das raças pôneis, frísio, lusitano, muares, quarto de milha, manga-larga marchador; caprinos da raça anglonubiano, Boher; ovinos Santa Inês, Dorper e Dorper White; bovinos Nelore, Girolando, Sindi e Jumentos Pêga. Expositores de Santa Inês, Dom Pedro, Igarapé Grande, Açailândia, Paço do Lumiar, Itapecuru-Mirim, São José de Ribamar, Palmeirândia, Caxias, Bacabal, São Luís e Teresina trouxeram animais de excelência para Expoema 2019, que estarão expostos à visitação das 8hs às 22hs.

Nesta segunda-feira, a programação de palestras e cursos terá início às 8hs, na sede da ASCEM, no Parque Independência. Serão debatidos temas como “Operação e manutenção em sistema de irrigação por aspersão”, “Derivados do leite”, “Silagem”, “Doma racional em equinos e muares”, “Registro agroindústria de laticínios”, “Mercado mundial de carne bovina: participação brasileira e barreiras à exportação”, “Bovino cultura de corte”, “Segurança no trabalho, defensivo agrícola, adjuvantes afins”, “suinocultura e avicultura”, “Legislação aplicada para autorização de queimadas controladas”, “Fruticultura maranhense”, “Produção e conservação de forragem”, e “Processo de produção do boi tropical”.

Um dos destaques da programação é a palestra sobre Zoneamento Econômico e Ecológico do Maranhão, que acontecerá quinta-feira (24), às 18 horas. Também no Parque Independência será realizado um dia de campo sobre brucelose e raiva de herbívoros, para agropecuaristas, técnicos e estudantes; o III Fórum Estadual do Plano Estratégico do Programa Nacional de Prevenção e Erradicação da Febre Aftosa; e o I Encontro do Agronegócio voltado para empresários.

Leilões e rodeios

Durante toda a Expoema, serão realizados os leilões “Balde Branco”, com animais Gir leiteiro e Girolando; “Zebu Expoema”, com as raças Guzerá, Tabapuã, Sindi e Nelore; “19º Leilão da Independência”, com animais de genética de alta qualidade Santa Inês, Dorper, Boer e Anglo; e o Shopping Expoema 2019, com lotes de animais Nelore, Gir, Tabapuã, Quarto de Milha, Mangalarga marchador, Brahman, Muares e Jumentos Pêga.

Este ano, uma das atrações da Expoema serão os rodeios realizados pela Companhia Ítalo Todde, que ocorrerão no período de 23 a 27 de outubro. “Se você não teve a oportunidade de ir a Barretos assistir aos rodeios, nós traremos Barretos para o Parque Independência”, enfatizou o presidente da ASCEM.

Outra atração na Expoema 2019 é o parque de diversões, que funcionará todos os dias, a partir das 18 horas, com ingresso que custa R$ 5,00. “Temos 28 anos de trabalho e há oito anos participamos desta exposição agropecuária, trazendo muito lazer a diversão para pessoas de todas as idades, a partir de três anos”, informou a gerente do Parque de Diversões Bola de Ouro, Lene de Fátima. O parque está localizado próximo à praça de alimentação do Parque Independência.

Livro “A História do Boizinho de Brinquedo” é relançado na Felis com apoio do vereador Honorato

Livro “A História do Boizinho de Brinquedo” é relançado na Felis com apoio do vereador Honorato

Foi relançado, nesta quarta-feira (16), na Feira do Livro de São Luís, o livro “A História do Boizinho de Brinquedo”, idealizado pela escritora Joana Bittencourt.  Com o apoio do vereador Honorato Fernandes (PT), o lançamento da nova edição do livro foi acompanhado da apresentação do espetáculo teatral homônimo, a partir do qual a obra literária foi concebida.
No espetáculo, 30 bonecos de luva e varas compõem a encenação,  cujo acompanhamento fica a cargo das toadas de bumba boi entoadas ao vivo, nos sotaques Zabumba, Matraca, Pandeirão e Orquestra. O roteiro é uma adaptação para o público infantil do auto de bumba-meu-boi.
No evento de relançamento, o leitor que adquiriu o livro ganhou ainda um CD com as toadas do espetáculo. O CD acompanha a nova edição do livro infantil, que conta também com novas ilustrações.
Para a autora do livro e do espetáculo, Joana Bittencourt, “a história, seja ela contada por meio da linguagem literária, seja por meio da linguagem teatral, tem como objetivo resgatar valores como amizade, respeito, inclusão e gratidão. Tudo isso em uma narrativa construída a partir das tradições e lendas da cultura popular maranhense”, destacou a escritora, manifestando ainda gratidão pela parceria e apoio do vereador Honorato Fernandes.
O vereador que também já destinou emenda parlamentar para a Sociedade Artística e Cultural Beto Bittencourt, a fim de levar às escolas da rede pública o espetáculo Boizinho de Brinquedo, ressaltou a importância do incentivo a leitura, aos artistas e às manifestações artísticas e culturais maranhenses.
“Em tempos de desvalorização do saber artístico, científico e cultural, apoiar trabalhos como o da Joana é primordial. Significa valorizar e incentivar a leitura, a nossa cultura, os nossos artistas, aqueles, cuja importância é primordial, pois é através do fazer artístico e cultural deles que a chama da nossa identidade cultural segue viva”, disse o parlamentar.
Juiz Carlos Madeira comemora resultado da pesquisa Escutec

Juiz Carlos Madeira comemora resultado da pesquisa Escutec

Com informações do blog Atual 7

O juiz federal José Carlos Madeira comemorou o aparecimento de seu nome na pesquisa Escutec/O Estado, divulgada neste sábado 19.

Na sondagem estimulada, ele aparece com 1,0% de intenções de voto, mesma pontuação do secretário estadual de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Rubens Pereira Júnior (PCdoB).

“Irei me aposentar até o final do ano. Em razão de meu nome ser lembrado e até já aparecer em pesquisa de opinião pública reforça a minha convicção de oferecer meu nome como pré-candidato. Alguns partidos estão me procurando e, após minha aposentadoria, conversarei com todos que tem me procurado”, disse.

É a primeira vez que Madeira fala como postulante ao Palácio de La Ravardière, nas eleições de 2020. Até antes da divulgação da Escutec/O Estado, em todas as declarações destacava que, após a aposentaria da magistratura, iria se dedicar à advocacia.

Entre os partidos que tentam ter o juiz federal como candidato a prefeito de São Luís estão o PSD, MDB e PP.

Na Justiça Federal, onde ficará até dezembro de 2019, Madeira responde como titular da 5ª Vara Cível da Seção do Maranhão do TRF (Tribunal Regional Federal) da 1ª Região.

TRE-MA empossa o Juiz José Gonçalo de Sousa Filho como membro efetivo

TRE-MA empossa o Juiz José Gonçalo de Sousa Filho como membro efetivo

O juiz José Gonçalo de Sousa Filho foi empossado nesta terça-feira, 15 de outubro, como membro efetivo, categoria juiz de direito, da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. Ele foi eleito no dia 18 de setembro, na sessão plenária administrativa do Tribunal de Justiça do Estado, na vaga aberta com o fim do biênio do juiz Itaércio Paulino da Silva.

A solenidade foi presidida pelo desembargador Cleones Cunha e ocorreu no plenário Ernani Santos, sede do Regional. Durante a sessão solene, o magistrado foi conduzido à sala de sessões pelos membros Júlio César Lima Praseres e Wellington Cláudio Pinho de Castro, onde prestou compromisso regimental e recebeu a medalha de Mérito Eleitoral Ministro Arthur Quadros Collares Moreira, maior honraria da Justiça Eleitoral maranhense.

Coube ao membro Gustavo Vilas Boas saudar o juiz José Gonçalo afirmando que ele é um profundo merecedor de todas as conquistas, entre elas, a de membro efetivo do TRE, enaltecendo a harmonia entre os membros da Corte que são independentes ao mesmo tempo que harmônicos entre si. “Estamos a pouco menos de 1 ano das eleições de 2020, que elegerão cerca de 57 mil vereadores e mais de 5 mil prefeitos nos 26 estados da federação e Distrito Federal. Caberá ao nosso Regional aplicar algumas pontuais mudanças das regras eleitorais, sem, contudo, se esquivar do bom e necessário combate às notícias falsas. Neste momento tão importante de preservação da Justiça Eleitoral e da própria democracia, cumpre-me expressar, em nome de toda a Corte Eleitoral do Maranhão, palavras de felicitações e de confiança no êxito de seu biênio”, registrou.

Em seguida, em seu discurso, Gonçalo ressaltou que a temporada na egrégia Corte Eleitoral servirá para, de alguma forma, contribuir na transformação da qualidade de vida das pessoas. “É bem verdade que aqui não irei desempenhar qualquer atividade executiva, mas é a partir daqui que podemos contribuir para a transformação na vida de muitas pessoas, com a realização de pleitos limpos, indenes de vícios e que expressem a vontade da maioria dos eleitores, ainda mais, no caso do pleito do ano vindouro, quando serão eleitos prefeitos e vereadores, que são a base de nossa classe política, e onde tudo começa, pois é nas administrações municipais que as ações transformadoras na vida da população se fazem mais presentes”, afirmando ainda que jamais se afastará do profundo respeito aos preceitos fundamentais da Constituição Federal e ao Estado Democrático de Direito na busca por um Brasil justo, solidário, fraterno e com mais políticas eficazes de educação, sem desigualdades sociais e regionais.

Ao encerrar a solenidade, o desembargador Cleones Cunha, após dar as boas-vindas ao empossado, aproveitou para destacar o trabalho de recadastramento biométrico dos eleitores que se encerra no Maranhão, por completo, no dia 12 de dezembro. “Em 2020, nenhum eleitor do estado votará sem ser por identificação biométrica, o que reforça a segurança do processo eleitoral”

Colegas, assessores e imprensa parabenizam Astro de Ogum pelo aniversário

Colegas, assessores e imprensa parabenizam Astro de Ogum pelo aniversário

Hoje, o vereador Astro de Ogum, vice presidente da Câmara Municipal de São Luís, apaga velinhas. A assessoria fez uma surpresa, e além do tradicional parabéns, bolo e salgadinho foi servido aos convidados. A  noite, na residência dele, para celebrar os 62 anos, será servido um apetitoso jantar. Os tambores também irão rufar para celebrar Pomba Gira Rainha, guia do vereador, que também é pai de Santo.

Além dos colegas de parlamento, funcionários e cidadãos, o vereador Astro de Ogum, vice – presidente da Câmara Municipal de São Luís, também recebeu felicitações em comemoração aos 62 anos de representantes da imprensa. Em clima de alegria e descontração, jornalistas e blogueiros ratificaram o apoio, estima, consideração e reconhecimento ao trabalho realizado pelo parlamentar em São Luís nas últimas duas décadas.

Vice-Prefeito Ivo Rezende assume o comando do município de São Mateus pelos próximos 30 dias

Vice-Prefeito Ivo Rezende assume o comando do município de São Mateus pelos próximos 30 dias

Férias estão previstas na Lei Orgânica do Município. O comunicado foi encaminhado ao presidente da Câmara.

A Câmara Municipal de São Mateus concedeu licença de 30 dias do cargo ao prefeito Hamilton Aragão (PSD), que sai de férias e assume  o vice-prefeito Ivo Rezende (PC do B). O pedido foi feito pelo próprio Executivo e aceito pela Câmara após leitura do decreto legislativo nº 010/2019.

O requerimento e o decreto legislativo para a licença foram aprovados por unanimidade, e o presidente promulgou a licença de acordo com a lei Orgânica municipal para o período de 15 de outubro a 14 de novembro de 2019.

O prefeito interino, Ivo Rezende agradeceu a confiança do prefeito, e afirmou que dará continuidade à gestão que valoriza o cidadão são-mateuense.

“Realmente é uma satisfação muito grande, e uma honra poder estar à frente do município por esse tempo e isso prova nossa confiança um no outro. Vamos continuar prestando um bom trabalho à população, e sempre buscando fazer o melhor”, garante Rezende.

 

 

‘Agora vê-se o quanto prejudicou o Brasil’, diz Sarney sobre Janot

‘Agora vê-se o quanto prejudicou o Brasil’, diz Sarney sobre Janot

A matança dos inocentes

Da Coluna do Sarney

Volto, como testemunha da minha inconformidade, a abordar a violência no Brasil, que é sempre objeto de legislações novas para aliviar um problema que tem sido insolúvel e no qual, infelizmente, não avançamos.

Basta ver o que se passa diariamente, com grande visibilidade no noticiário policial, no Rio Grande do Norte, no Ceará, no Amazonas. Estes são o prato do dia. Atentados que fecham cidades, incêndio de transporte coletivo, assassinato de mulheres e crianças, a barbárie das decapitações – e a constatação de que a Polícia não está preparada tecnicamente para enfrentar a situação.

Nenhuma diferença existe entre o que a televisão documenta das guerras do que se mostra do Rio de Janeiro e de tantas outras cidades do Brasil. É um clima de guerra e de guerrilha. Os números anuais são terríveis: 65 mil homicídios, mais do que em todas as guerras do mundo. Isso nos causa revolta e indignação.

Eu, durante todo o tempo em que fui parlamentar — e não foram dias, mas 52 anos —, nunca deixei de ter esse tema entre minhas preocupações. Apresentei vários projetos, participei de debates e, presidente do Senado, fiz uma comissão mista com a Câmara, que resultou no Estatuto do Desarmamento. A decepção foi o povo brasileiro dizer “Não” no plebiscito, permitindo a venda de armas.

Mas não falo sobre toda a violência. Limito-me ao homicídio. É incrível que, na realidade, no Brasil, quem mata se defenda solto. Isso devia acabar.

Criaram no regime militar uma tal Lei Fleury, nome de um cruel delegado, para beneficiá-lo. E assim o homicídio ficou quase impune.

Um projeto que apresentei no Senado tornando o homicídio crime hediondo foi derrubado na Câmara dos Deputados. Ninguém se sensibiliza com a matança. A banalidade das notícias torna as pessoas insensíveis. A vida é desprezada, as vítimas, abandonadas. Os crimes contra a administração pública parecem mais importantes do que os contra a própria vida.

O exemplo agora vem de quem mais devia combater essa situação: o procurador Janot confessa que ia matar o Ministro Gilmar Mendes em pleno Supremo Tribunal Federal. Quando o clima de paixão passar, o Brasil vai fazer justiça a esse grande juiz, ícone na coragem de lutar pelo cumprimento da Constituição no que diz respeito às liberdades individuais e ao direito de defesa.

Janot, no seu livro, diz que tinha um plano de “Segurança sem violência”. Ficamos estarrecidos quando ele afirmou que abandonou esse plano para obter as luzes da ribalta com os vazamentos das investigações da Lava Jato. E agora, com o exemplo já frutificado de um outro procurador, também de faca na mão, tentando matar uma juíza dentro do próprio Fórum, vê-se o quanto este homem prejudicou o Brasil.

Este não tem o álibi do alcoolismo do procurador Janot, que se agarrava na sua deformação moral e em seu despreparo para o alto cargo que ocupava, mas apenas a desculpa da imitação.

Não é surpresa, portanto, que os assassinatos em massa se multipliquem e deles conste a alta quantidade de morte de mulheres indefesas e crianças inocentes.

É assim que se trata a vida no Brasil, com homens como Janot e o delegado Fleury.

MP fiscaliza eleições de conselheiros tutelares

MP fiscaliza eleições de conselheiros tutelares

PGJ, Luiz Gonzaga Martins Coelho

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) fiscaliza as eleições para conselheiros tutelares que acontecem neste domingo, 6. A votação acontece das 8h às 17h, no Maranhão e nos demais estados brasileiros.

O Centro de Apoio Operacional da Infância e Juventude (Caop-IJ) coordena os trabalhos realizados pelos promotores de justiça em todo o estado durante o processo eleitoral.

O procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, compareceu ao Caop-IJ acompanhado do diretor da Escola Superior do Ministério Público, Márcio Thadeu Silva Marques, que também integra o Caop-IJ.

Para Luiz Gonzaga, “a eleição para conselheiros tutelares é muito importante.  O objetivo do MPMA é garantir a lisura . Estamos vigilantes para que nenhuma irregularidade aconteça”.

Em São Luís e São José de Ribamar a votação não ocorrerá neste domingo, excepcionalmente. Na capital, o período de inscrições para a eleição será de 7 a 11 de outubro. Em São José de Ribamar, as eleições ocorrerão no dia 27 de outubro.

Em caso de irregularidades, as denúncias devem ser encaminhadas para a Ouvidoria do MPMA, pelo telefone (98) 98224 6897.

ELEIÇÃO

A eleição ocorre hoje em todo o país. É a segunda vez que acontece a escolha unificada dos conselheiros tutelares. A primeira foi em 2015. Este ano, serão eleitos cerca de 30 mil novos conselheiros que irão compor os 5.956 colegiados espalhados por todas as regiões do país. O mandato é de quatro anos e a posse está prevista para janeiro de 2020.

O voto é facultativo, secreto e os eleitores devem ser maiores de 16 anos, possuir título de eleitor e domicílio eleitoral no município onde pretendem votar.

CONSELHO TUTELAR

Os Conselhos Tutelares são encarregados de zelar pela garantia e defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes por parte da família, da comunidade em geral e do Poder Público. Têm competência para aplicar medidas de proteção à criança e ao adolescente, sempre que seus direitos forem ameaçados ou violados.

Cada Conselho Tutelar é composto por cinco conselheiros, escolhidos pela população local para o mandato de quatro anos. O processo de escolha é realizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, com fiscalização do Ministério Público estadual.

Corregedor desiste de disputar presidência do TJMA

Corregedor desiste de disputar presidência do TJMA

O corregedor-geral de Justiça do Maranhão, desembargador Marcelo Carvalho, desistiu de disputar a presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão.

O mandato do atual presidente, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, só termina em abril do ano que vem, mas a eleição ocorre ainda em 2019.

Carvalho comunicou sua decisão, “em caráter irrevogável e irretratável”, num ofício encaminhado ao presidente da Corte.