Municípios

Em plena pandemia, Beka Rodrigues gastou quase R$ 200 mil com leite, café, refrigerantes e outros itens na Câmara de Raposa

Em plena pandemia, Beka Rodrigues gastou quase R$ 200 mil com leite, café, refrigerantes e outros itens na Câmara de Raposa

Vereador Benoniel Beka Rodrigues (PCdoB), presidente da Câmara de Raposa

A Câmara Municipal de Raposa, que tem como presidente o vereador Benoniel Beka Rodrigues (PCdoB), pagou, em tempos de pandemia do coronavírus, uma verdadeira fortuna (R$ 193.284,50), ou seja, quase R$ 200 mil reais para a empresa L.C.CHAVES – ME (DLX SERVICOS DIVERSOS), na compra de itens como leite líquido, café, açúcar, biscoito cream craker, manteiga, botijão de gás, água mineral, refrigerantes, adoçante e coador de café, só em 2020. A empresa, estabelecida em São Luís, no Residencial Pinheiros, na Cohama, tem como atividade principal: Instalação e Manutenção Elétrica.

Sabemos que a pandemia do coronavírus diminuiu as ações nas repartições públicas, para manter a segurança de funcionários e do público, entretanto, o vírus mortal que parou o mundo não conseguiu poupar os cofres da Câmara Municipal de Raposa e muito menos o apetite devorador do presidente Beka Rodrigues.

Sede da empresa L.C.CHAVES – ME (DLX SERVICOS DIVERSOS), que na verdade é um imóvel residencial, sem deposito, sem mercadorias estocadas.

4.320 litros de leite “consumidos” na Câmara

Só com leite líquido para cafezinho, Beka gastou do dinheiro da Câmara R$ 18.720,00. Foram 360 caixas contendo 12 caixas de 1 litro, totalizando 4.320 litros de leite. Algo no mínimo estranho para uma Câmara pequena, formada por apenas 11 vereadores, com pouquíssimos funcionários que aparecem para trabalhar e raramente visitada pelo público, ainda mais durante a pandemia.

O consumo exagerado do leite na Câmara de Raposa tem sido um assunto muito comentado nas redes sociais da cidade, mas é radicalmente evitado pelos funcionários da Casa.

650 fardos de refrigerante

Além do alto consumo de leite, valores pagos por outros itens chegam a ser escandalosos, como por exemplo a compra de refrigerantes, ainda no mesmo período de pandemia. Beka Rodrigues pagou mais de R$ 38 mil reais por 650 fardos da bebida gaseificada.

10 mil coadores de café

Um outro exemplo, quando se trata dos gastos da Câmara de Raposa, é a misteriosa compra de coadores de café. Beka Rodrigues gastou R$ 12.500,00 com este item. Foram 500 caixas do produto, cada uma contendo 20 unidades. Assim, o presidente Beka usou espantosas 10 mil unidades de coadores de café, tudo bancado com o dinheiro público. A farra com o dinheiro do povo raposense foi promovida em plena pandemia.

VEREADORES EM AÇÃO

Vereadores da Raposa dentro da empresa L.C.CHAVES – ME (DLX SERVICOS DIVERSOS) interrogando o marido da proprietária da empresa.

Com base no que os vereadores Daniel Fernandes (PL), Laurivan Uchoa (PRB), Rosa do Araçagi (PDT), Doutor (PDT), Iran Agrela (PL) e Ribamar (PCdoB), analisaram em relação aos gastos da Câmara de Raposa em 2020, foi descoberto que a mesma empresa que forneceu itens de consumo como leite, café, água mineral dentre outros, continua fornecendo para a Casa Legislativa, em 2021, por meio de carta convite. O problema é que os vereadores perceberam que as quantidades dos produtos comprados pelo presidente Beka Rodrigues, estão fora da realidade da Câmara e com valores assustadores.

Os vereadores não têm acesso às notas fiscais das compras realizadas em 2021, para que possam fazer o comparativo com o que foi comprado em quantidade elevada no ano de 2020, como por exemplo a quantidade de copos descartáveis. Em 2020, Beka pagou mais de R$ 50 mil reais na compra de caixas do produto, algo que dificilmente seria consumido em sua totalidade, na Câmara de Raposa, em plena pandemia ou mesmo sem pandemia.

Na sexta-feira (22), os vereadores da Raposa visitaram as sedes de algumas empresas que fornecem para a Câmara do município em busca de informações, e descobriram que a  empresa L.C.CHAVES – ME (DLX SERVICOS DIVERSOS) funciona em um imóvel residencial, sem nenhuma estrutura, sem deposito de mercadorias, sem produtos estocados, sem condições visíveis para fornecer os itens comprados e pagos pelo presidente da Câmara de Raposa.

Gaeco, Ministério Público e Polícia Federal

Após as diligencias nas sedes de algumas empresas que fornecem para a Câmara Municipal de Raposa, os vereadores seguiram em visitas ao GAECO (O Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público do Maranhão) e também à Polícia Federal em busca de orientações sobre os procedimentos para investigar de forma legal os gastos realizados pelo presidente Beka Rodrigues.

Vereadores da Raposa na sede da Polícia Federal

Nesta segunda-feira (25), os vereadores devem se dirigir ao Ministério Público de Raposa, para tratar do caso que tem deixado a sociedade raposense assustada por conta dos valores e quantidades de produtos que visivelmente estão fora da realidade de consumo da Casa Legislativa.

O simpático povo de Raposa merece explicações sobre estes gastos postados nesta matéria e também sobre os próximos gastos espantosos que o blog publicará nos próximos dois dias.

Veja abaixo algumas notas fiscais que comprovam o teor da matéria e uma tabela de produtos, com quantidades compradas e valores pagos pelo presidente da Casa, vereador Beka Rodrigues.

Notas Fiscais:

 

Conheça as novas regras para as eleições de 2022

Conheça as novas regras para as eleições de 2022

Falta pouco menos de um ano para as eleições de 2022 e os eleitores brasileiros irão às urnas com novas regras eleitorais. Promulgada pelo Congresso Nacional na semana passada, as regras serão aplicadas nas eleições para presidente e vice-presidente da República, de 27 governadores e vice-governadores de estado e do Distrito Federal, de 27 senadores e de 513 deputados federais, além de deputados estaduais e distritais.

O pleito será realizado em primeiro turno no dia 2 de outubro e, o segundo turno, ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.

Conheça as regras:

Recursos

Para incentivar candidaturas de mulheres e negros, a nova regra modifica contagem dos votos para efeito da distribuição dos recursos dos fundos partidário e eleitoral nas eleições de 2022 a 2030. Serão contados em dobro os votos dados a candidatas mulheres ou a candidatos negros para a Câmara dos Deputados nas eleições realizadas durante esse período.

Fundo eleitoral

Em 2022, o Fundo Especial de Financiamento de Campanha – chamado de fundo eleitoral – terá R$ 5,7 bilhões. Esse é o valor previsto para o financiamento de campanhas políticas. Os recursos são divididos da seguinte forma:

  • 2% dos recursos do fundo devem ser divididos entre todos os partidos, sendo o marco temporal a antecedência de seis meses da data do pleito.
  • 35% dos recursos devem ser divididos entre os partidos na proporção do percentual de votos válidos obtidos pelas siglas que tenham pelo menos um representante na Câmara dos Deputados, tendo por base a última eleição geral. Nos casos de incorporação ou fusão de partidos, os votos dados para o partido incorporado ou para os que se fundirem devem ser computados para a sigla incorporadora ou para o novo partido.
  • 48% dos recursos do fundo serão divididos entre os partidos na proporção do número de representantes na Câmara dos Deputados na última eleição geral. Pela regra, partidos que não alcançaram a cláusula de barreira, contam-se as vagas dos representantes eleitos, salvo os deputados que não tenham migrado para outra legenda.
  • 15% dos recursos do fundo devem ser divididos entre os partidos, na proporção do número de representantes no Senado, contabilizados aos partidos para os quais os senadores foram eleitos.

Fundo Partidário

Já o Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos ou fundo partidário é destinado às siglas que tenham seu estatuto registrado no Tribunal Superior Eleitoral e prestação de contas regular perante a Justiça Eleitoral. Distribuído anualmente, o fundo partidário deve alcançar R$ 1,2 bilhão em 2022 e R$ 1,65 bilhão em 2023. A divisão é feita da seguinte forma:

  • 5% do total do Fundo Partidário serão divididos, em partes iguais, a todos os partidos aptos que tenham seus estatutos registrados no Tribunal Superior Eleitoral;
  • 95% do total do Fundo Partidário serão distribuídos a eles na proporção dos votos obtidos na última eleição geral para a Câmara dos Deputados.

Nova data de posse

A emenda à Constituição modifica o dia da posse do presidente da República para 5 de janeiro e dos governadores para 6 de janeiro a partir de 2027. Atualmente, presidente e os governadores tomam posse no dia 1º de janeiro. No caso da próxima eleição, em 2022, a data de posse em 2023 permanecerá no primeiro dia do ano.

Fidelidade partidária

As novas regras permitirão que parlamentares que ocupam cargos de deputado federal, estadual e distrital e de vereador possam deixar o partido pelo qual foram eleitos, sem perder o mandato, caso a legenda aceite.

O texto permite ainda que partidos que incorporem outras siglas não sejam responsabilizados pelas punições aplicadas aos órgãos partidários regionais e municipais incorporados e aos antigos dirigentes do partido incorporado, inclusive as relativas à prestação de contas.

Antes da mudança, a lei eleitoral permitia que parlamentares mantivessem o mandato apenas nos casos de “justa causa”, ou seja, mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário; grave discriminação política pessoal; e se o desligamento fosse 30 dias antes do prazo de filiação exigido em lei para disputar a eleição.

A incorporação de partidos também foi disciplinada pela emenda. Pelo texto, a sigla que incorporar outras legendas não será responsabilizada pelas sanções aplicadas aos órgãos partidários regionais e municipais e aos antigos dirigentes do partido incorporado, inclusive as relacionadas com prestação de contas.

Plebiscitos

A emenda constitucional incluiu a previsão para a realização de consultas populares sobre questões locais junto com as eleições municipais. Essas consultas terão que ser aprovadas pelas câmaras municipais e encaminhadas à Justiça Eleitoral em até 90 dias antes da data das eleições. Os candidatos não poderão se manifestar sobre essas questões durante a propaganda gratuita no rádio e na televisão.

Federações partidárias

Apesar de não fazer parte da Emenda Constitucional 111, outra mudança nas regras eleitorais terá validade no próximo pleito. Ao derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro, o Congresso Nacional validou o projeto que permite a reunião de dois ou mais partidos em uma federação.

A federação partidária possibilita aos partidos, entre outros pontos, se unirem para atuar como uma só legenda nas eleições e na legislatura, devendo permanecer assim por um período mínimo de quatro anos. As siglas que integram o grupo mantêm identidade e autonomia, mas quem for eleito devem respeitar a fidelidade ao estatuto da federação.

Outras modificações

A Câmara dos Deputados aprovou ainda outra proposta com a revisão de toda a legislação eleitoral. A modificação do novo código consolida, em um único texto, a legislação eleitoral e temas de resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A legislação eleitoral tem, ao todo, 898 artigos e reúne, entre outros pontos, a Lei das Eleições, a Lei dos Partidos Políticos, a Lei das Inelegibilidades e a Lei do Plebiscito.

Pelo texto aprovado na Câmara estabelece a quarentena de diversas carreiras. A proposta aprovada pelos deputados exige o desligamento de seu cargo, quatro anos antes do pleito, para juízes, membros do Ministério Público, policiais federais, rodoviários federais, policiais civis, guardas municipais, militares e policiais militares.

Entre as inovações da nova regra eleitoral está a autorização para candidaturas coletivas para os cargos de deputado e vereador. O partido deverá autorizar e regulamentar essa candidatura em seu estatuto ou por resolução do diretório nacional, mas a candidatura coletiva será representada formalmente por apenas uma pessoa.

No entanto, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), avaliou que não havia tempo hábil para analisar as propostas de alteração ao código eleitoral a tempo de vigorar para as eleições de 2022. De acordo com o Artigo 16 da Constituição Federal, “a lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”. A matéria ainda aguarda votação no Senado e não terá vigor nas próximas eleições.

São José de Ribamar é a cidade mais populosa a não registrar mortes por Covid-19 em setembro no país

São José de Ribamar é a cidade mais populosa a não registrar mortes por Covid-19 em setembro no país

Fachada da Igreja Matriz de São José de Ribamar, no Maranhão — Foto: Reprodução/Trip Advisor

São José de Ribamar foi a cidade mais populosa do país a não registrar mortes por Covid-19 no mês de setembro de 2021. Os dados são de um levantamento do G1, com base em dados repassados pelas secretarias de saúde dos estados.

Ao todo, foram cerca de 13 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes que não relataram mortes no mês, e São José de Ribamar foi o mais populoso que não teve sequer um caso de óbito registrado em setembro – e em outubro também ainda não houve mortes pela doença.

Com pouco mais de 180 mil habitantes, segundo estimativa do IBGE, São José de Ribamar está localizada na Ilha de Upaon-Açu, no Norte do Maranhão, onde também estão localizados os municípios de Paço do Lumiar e Raposa, além da capital São Luís.

Para especialistas, diversos fatores podem ter contribuído para a diminuição dos óbitos por Covid-19, sendo a principal a chegada, em maio, de 300 mil doses extras de vacina que contribuíram para a imunização mais rápida de toda a população da ilha, incluindo São José de Ribamar.

A entrega de mais doses ocorreu por uma estratégia do Ministério da Saúde para barrar uma possível disseminação da variante Delta do coronavírus, após a chegada de seis indianos pelo navio MV Shandong da Zhi, na Ilha de São Luís. Todos testaram positivo para a variante e um deles acabou morrendo.

“Foram 36 mil doses na primeira remessa de doses extras, então o que temos feito, o principal, é a vacinação. Hoje temos 60 mil pessoas com as duas doses da vacina. Outra ação é que temos quatro unidades básicas para dar assistência às síndromes gripais, com testagem rápida, e em caso positivo a gente já faz a prescrição desse paciente”, explica a secretária Municipal de Saúde de São José de Ribamar, Bernadete Veiga.

A secretária também atribui a diminuição dos óbitos à obrigatoriedade de máscaras, que segue vigente, além da descentralização da vacinação pela cidade. Em março, foi criada ainda uma parceria com o governo do Estado que criou um drive-thru para ampliar a vacinação em um shopping às margens da principal estrada que leva ao município, com aplicações ocorrendo até mesmo durante a madrugada, no mês de junho.

Vacinação para moradores de Paço e São José de Ribamar ocorridos em Shopping — Foto: Divulgação

Atualmente, São José de Ribamar possui cerca de 60 mil pessoas vacinadas com a segunda dose, ou a dose única, segundo a prefeitura. Desde o início da pandemia, foram 4.056 casos registrados, com 317 óbitos pela doença.

Justiça concede habeas corpus para Pacovan não depor na CPI dos Combustíveis

Justiça concede habeas corpus para Pacovan não depor na CPI dos Combustíveis

O desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), João Santana decidiu, no fim da manhã desta terça-feira (6/7), conceder habeas corpus pedido pelo empresário Josival Cavalcante da Silva, o Pavocan, determinando o não comparecimento da testemunha na Assembleia Legislativa do Maranhão, para prestar depoimento à CPI dos Combustíveis.

A oitiva do empresário, considerado o verdadeiro proprietário do posto Joyce VII, estava prevista para ocorrer as 14h30 de hoje, no Plenarinho da Casa, mas o depoimento acabou ficando comprometido por conta da decisão judicial.

Curioso é que a concessão do writ ocorre uma semana depois de Pacovan declarar que estava contando os dias para depor na CPI. Em entrevista ao site Atual7.com, ele afirmou que iria responder tudo e até pediu a cobertura em massa da imprensa, pois iria mostrar a verdade.

VEJA TAMBÉM:
A imprensa chegou a comparecer ao Palácio Manuel Beckman, mas o depoente mentiu sobre o que havia prometido. Minutos antes, Pacovan já tinha tomado conhecimento do remédio constitucional à seu favor para não prestar depoimento ao colegiado.

Nada mais humilhante para alguém do que revelar medo e covardia. E o pior é que essa imagem de medo pode acabar afetando, inclusive, sócios ocultos ou até mesmo políticos que mantém negócios com o empresário.

Já pouco importa o que o empresário diga ou silencie. Seu comportamento de medo que o levou a se refugiar em um ‘habeas corpus’ na Justiça já é uma demonstração de confissão de culpa ou envolvimento em algo ilícito que esteja sob investigação da CPI.

Judiciário afrouxa CPI dos Combustíveis e habeas corpus é aval para impedir apuração

Superfaturando gasolina

Conhecido pela sua atuação informal no ramo de “factoring”, pelo promíscuo patrocínio de campanhas políticas no Maranhão e no noticiário policial pelas várias vezes em que terminou encarcerado na Penitenciária de Pedrinhas, Pacovan, recebeu a inesperada visita do Procon do Maranhão no dia 25 de maio de 2018.

Na época, dono de um posto de combustível Shell, no bairro da Alemanha, Pacovan aproveitou-se do desabastecimento na capital para lucrar em cima dos motoristas, vendendo gasolina a R$ 5,00.

Não deu outra! Informados da situação, os fiscais do Procon pegaram Pacovan em flagrante. Sem conseguir justificar o reajuste de R$ 0,91 no litro de gasolina em menos de 24 horas, o empreendimento acabou notificado e obrigado a readequar o preço do produto.

Escutec confirma favoritismo de Lula, Roseana e Flávio Dino no Maranhão

Escutec confirma favoritismo de Lula, Roseana e Flávio Dino no Maranhão

De O Estado

O instituto Escutec, em parceria com o jornal O Estado, divulga nesta edição a primeira e mais completa pesquisa de intenções de votos sobre as eleições de 2022.

O levantamento – que ouviu 2,4 mil eleitores entre os dias 24 de junho e 1º de julho, em todas as regiões do Maranhão – traz cenários para as disputas pela Presidência da República, pelo Governo do Maranhão e pelo Senado, e confirma que o governador Flávio Dino (PSB) e a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) seguem como principais lideranças políticas do estado.

Os números mostram, ainda, que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) segue rejeitado pelos maranhenses – no Maranhão, ele já foi derrotado em 2018 na disputa presidencial.

Recém-alçada ao posto de presidente estadual do MDB, Roseana lidera todos os cenários para o governo. No primeiro deles, espontâneo – quando não são apresentados os nomes dos possíveis candidatos – , ela parece com 11%, contra 6% de Flávio Dino e 3% tanto do vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), quanto do senador Weverton Rocha (PDT).

Roberto Rocha (sem partido) e Simplício Araújo (Solidariedade), têm 2% cada. Neste cenário, aparecem, ainda, Neto Evangelista (DEM), Lahesio Bonfim (PSL), Josimar de Maranhãozinho (PL), Eduardo Braide (Podemos) e Duarte Júnior (PSB), todos com 1%.

No primeiro cenário estimulado, com uma lista de pré-candidatos, Roseana também aparece na frente, com 25% das intenções de voto. Nesse caso, ela é seguida pelo senador Weverton Rocha, com 14%, e pelo ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (sem partido), com 12%. O vice-governador Carlos Brandão tem 10%. N sequência aparecem Roberto Rocha (8%), Simplício Araújo (5%), Josimar de Maranhãozinho (3%) e Lahesoo Bonfm (3%).

No segundo cenário estimulado, com menos candidatos, Roseana vai 30%, contra 16% de Weverton e 14% de Edivaldo Júnior. Carlos Brandão vem na sequência, com 12% e Simplício com 6%.

O terceiro cenário estimulado, ainda mais restrito, tem Roseana com 31%, seguida por Weverton (18%), Brandão (13%) e Simplício (7%).

Num cenário sem Roseana, Weverton lidera, com 22%, à frente de Edivaldo Júnior (18%), Carlos Brandão (14%) e Simplício (75).

Senado – Para o Senado, foram pesquisados dois cenários: um com a presença da ex-governador Roseana, e sem Dino; outro com o atual governador, mas sem a emedebista.

No primeiro deles, Roseana aparece com 25% das intenções de votos, contra 18% de Roberto Rocha, 12% de Othelino Neto (PCdoB) e 6% de Josimar.

No segundo, Dino é quem está na frente, com 50%, seguido por Roberto Rocha (21%) e Josimar de Maranhãozinho (5%).

O Escutec também consultou as intenções de votos dos maranhenses para presidente: o ex-presidente Lula (PT) ficou na frente de Jair Bolsonaro (sem partido), por 57% a 20%. Aparecem, ainda, Ciro Gomes (6%), Sergio Moro (4%), João Dória (2%), João Amoêdo (1%) e Guilherme Boulos (1%). Os pré-candidatos Eduardo Leite e Henrique Mandetta foram incluídos no levantamento, mas não pontuaram.

 

Leia mais notícias em www.dalvanamendes.com e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Blog por WhatsApp pelo telefone (98) 98784-1834.

Live junina com artistas da Raposa atinge quase 8 mil visualizações

Live junina com artistas da Raposa atinge quase 8 mil visualizações

Com cenário agradável e decoração junina, a 1ª live de São João, que foi promovida Prefeitura de Raposa, no último dia 29 de junho, impressionou internautas e repercutiu na internet. O evento foi organizado pela Secretaria de Cultura, comandada pelo secretário Pereira Filho.

O show virtual, transmitido ao vivo nas redes sociais e pelo YouTube, alegrou a noite dos internautas com apresentações de artistas locais. Em mais um São João sem fogueiras, quadrilhas, artistas do forró e ritmos derivados, apostar na live foi o caminho encontrado pela administração do prefeito Eudes Barros (PL), para prestigiar a cultura, valorizar os artistas da terra e matar a saudade da festa.

A apresentação do show virtual foi comandada pelo jornalista Udes Filho – que é secretário de Comunicação e o cantor Diel França, ex-integrante da Banda Esfregue Dance.

A exibição on-line alcançou pessoas de diversos lugares do Maranhão e, também, de outros estados, que se juntaram à festança virtual e entraram no clima da brincadeira folclórica.

Audiência

Mesmo com alguns empecilhos que atrasaram a transmissão, a live contou com a participação expressiva dos internautas, por meio de várias plataformas digitais. O perfil da prefeitura no Facebook teve mais de 99 compartilhamentos, com mais de 320 comentários e mais de 4 mil 500 visualizações.

No Youtube, foram mais de 100 mensagens no chat, com 209 reações de “gostei” e 3 mil 447 visualizações. Somando as duas das três plataformas digitais, foram atingidos quase 8 mil de espectadores simultâneos de pico.

Avaliação

Em entrevista, o prefeito Eudes Barros, afirmou que a grande repercussão nas redes sociais demonstra a decisão acertada da Secretaria de Cultura em realizar essa transmissão.

O chefe do executivo raposense também destacou que a inciativa, que contou com apoio da Secretaria de Comunicação, foi uma forma de manter a tradição do São João em meio as recomendações de distanciamento social provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

“Além de valorizar o artista local, essa foi a forma que encontramos para saciar o saudosismo das pessoas do nosso lindo São João, bem como a oportunidade de mostrar alguns trabalhos de cantores da terra. Além disso, essa foi uma forma que a nossa administração, buscou para manter a tradição da festividade junina em meio as recomendações de distanciamento social provocadas pela pandemia do novo coronavírus”, assinalou.

Interação

O palco do espetáculo foi a Chácara Arlete Pontes e os internautas puderam sentir um pouco da vibração sem sair de casa. Da mesma forma, outro fator que impressionou os espectadores foi o padrão técnico da transmissão, rendendo, praticamente, apenas pontos positivos para os organizadores do evento.

 “Saudade de um São João”, declarou a internauta Regina Felix.

A internauta Tayane Araújo dos Santos assistiu a live pelo Youtube e afirmou que “todos estão de parabéns desde de já”, escreveu.

“Parabéns, sucesso total!”, completou Ricardo Matos.

Reveja:

Morre o prefeito de São Francisco do Brejão

Morre o prefeito de São Francisco do Brejão

O prefeito de São Francisco do Brejão, Ronei Alencar morreu nesta quarta-feira,30, vítima de um infarto fulminante.

A informação foi confirmada pela  Federação dos Municípios Maranhenses –  FAMEM.

Diante do óbito do prefeito,  no cargo apenas há seis meses, quem assume é a vice Edinalva Brandão.

A vice é a viúva do ex-prefeito Magnaldo Fernandes que também veio a óbito com apenas 42 anos, vítima de Leucemia em junho de 2015, quando estava no exercício do mandato.

 

Leia mais notícias em www.dalvanamendes.com e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Blog por WhatsApp pelo telefone (98) 98784-1834.

Prefeito Ivo Rezende agradece ao povo pela aprovação de 90% da Gestão e garante agenda de mais Trabalho em São Mateus

Prefeito Ivo Rezende agradece ao povo pela aprovação de 90% da Gestão e garante agenda de mais Trabalho em São Mateus

Ivo Rezende recebeu  com alegria e humildade  o resultado da aprovação de 90% sua gestão.

O prefeito Ivo Rezende (PSB) recebeu  com alegria e humildade  o resultado da aprovação de 90% sua gestão, de acordo com a pesquisa do Instituto Brasil Marketing & Opinião – BMO. Há praticamente seis mês no cargo, Ivo atribui esse atestado histórico a um ritmo de trabalho intenso que vem marcando o inicio do  mandato na Prefeitura de São Mateus e já faz uma promessa: manterá uma agenda intensa de trabalho.

A pesquisa ouviu  450 pessoas entre os dias 19 e 20 de junho desse ano. A margem de erro é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiabilidade é de 95%.

Na Zona Urbana, 88% da população aprova a gestão de Ivo Rezende e na Zona rural 95%, dando uma média de 90% de aprovação popular.

“Recebi essa informação com felicidade. Pois, agora sabemos que estamos no caminho certo. Agradeço à Deus por nos guiar e dar sabedoria, à população de São Mateus pelo voto de confiança e ao nosso grupo político liderado pelo ex-prefeito Miltinho Aragão. É só o começo. Muito mais está por vir”, comemorou o prefeito em suas redes sociais.

No dia 18 de junho, o prefeito Ivo Rezende demonstrou que vem trabalhando com afinco em prol de melhorias para a população. Ele inaugurou o Centro de Combate à COVID-19 em São Mateus.

O espaço público de saúde, com equipamento médicos adequados e modernos, vai gerar mais conforto à população no combate ao vírus.

Ivo Rezende ao lado do líder politico, Miltinho Aragão, deputado federal, Juscelino Filho, vice- prefeito Clovis Bernardi, presidente da Câmara, Gilvan Moreno e demais autoridades.

Na ocasião, foi anunciado que o deputado Juscelino Filho destinou mais recursos para a saúde, infraestrutura e, ainda, 2 veículos zero quilômetro para a Secretária Municipal de Assistência Social.

“Nosso Deputado Federal, Juscelino Rezende Filho, que vem ajudando São Mateus há 2 anos, sem ter tido 1 (um) voto sequer em nosso município, anunciou ainda mais recurso para a saúde, infraestrutura e, ainda, 2 veículos zero quilômetro para a Secretária Municipal de Assistência Social, para podermos atender às demandas das pessoas mais carentes. Com um conjunto de forças, de pessoas voltadas para ajudar no desenvolvimento de São Mateus, estamos avançando a cada dia”, afirmou o prefeito Ivo Rezende.

Flávio Dino assume presidência do PSB no Maranhão

Flávio Dino assume presidência do PSB no Maranhão

O governador Flávio Dino  assumiu o comando do PSB no Maranhão, a  informação consta do sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Além de Dino, a nova diretoria é formada pelo deputado federal, Bira do Pindaré, vice-presidente; Antônio Carlos Serrão Mendes, na secretaria geral; Marileide Santos Costa, na Secretaria de Organização; o secretário de Estado da Comunicação, Ricardo Capelle, na Secretaria de Finanças; o ex-prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão, na Secretaria de Mobilização e o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, na Secretaria de Relações Institucionais.

 

Leia mais notícias em www.dalvanamendes.com e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Blog por WhatsApp pelo telefone (98) 98784-1834.

Polícia Federal deflagra operação em São Luís, Paço do Lumiar, Maranhãozinho e mais três cidades

Polícia Federal deflagra operação em São Luís, Paço do Lumiar, Maranhãozinho e mais três cidades

A Polícia Federal no Estado do Maranhão, por meio da Força-Tarefa Previdenciária, deflagrou na manhã desta terça-feira, dia 01 de junho de 2021, nas cidades de São Luís/MA, Paço do Lumiar, Esperantinópolis, São Domingos do Maranhão, Governador Nunes Freire e Maranhãozinho, todos no Estado do Maranhão, a Operação ANADROMIKI, com a finalidade de reprimir crimes previdenciários.

A investigação conduzida pela Polícia Federal no Maranhão, com a colaboração da Coordenação- Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, iniciada no ano de 2020, levou à identificação de um esquema criminoso integrado por dois servidores do INSS, advogado e outros agentes operacionais.

Mediante a confecção de documentos ideologicamente falsos, o grupo criminoso inseria informações nos sistemas da autarquia previdenciária, objetivando a concessão, principalmente, de benefícios da espécie pensão por morte, com pagamentos retroativos, causando vultoso dano aos cofres públicos.

Aproximadamente 70 (setenta) policiais federais cumpriram 20 (vinte) mandados judiciais expedidos pela 1o Vara da Justiça Federal em decorrência de representação da Polícia Federal. São 03 (três) mandados de prisão preventiva, 04 (quatro) de prisão temporária e 13 (treze) de busca e apreensão. Consta ainda na decisão judicial a determinação para que o INSS submeta 68 (sessenta e oito) processos de benefício a procedimentos de auditoria.

Com relação aos dois servidores da autarquia previdenciária, além dos mandados de prisão temporária, também foi determinado o afastamento das funções públicas.

O prejuízo inicialmente identificado com a concessão dos benefícios, aproxima-se de R$ 5,9 milhões. A economia proporcionada com a futura suspensão dos benefícios, considerando-se a expectativa de sobrevida projetada pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), gira em torno de R$ 18,4 milhões.

O nome ANADROMIKI faz alusão à palavra retroativo. No caso dessa investigação, apurou-se que parte do modus operandi da organização criminosa consistiu no requerimento de benefícios com datas retroativas de modo a obter vultosos valores com a fraude previdenciária.

Os envolvidos estão sendo investigados pela prática dos crimes de estelionato previdenciário (art. 171, § 3o), inserção de dados falsos em sistema público (art. 313-A), associação criminosa (art. 288), todos do Código Penal, e organização criminosa (art. 2o, §4o, inciso II da Lei 12.850/2013), cujas penas máximas acumuladas podem ultrapassar 15 (quinze) anos de reclusão.

 

Leia mais notícias em www.dalvanamendes.com e siga nossas páginas no Facebook, no YouTube e no Instagram. Envie informações à Redação do Blog por WhatsApp pelo telefone (98) 98784-1834