Edivaldo Júnior é suspeito de institucionalizar corrupção na prefeitura de São Luis

Edivaldo Júnior é suspeito de institucionalizar corrupção na prefeitura de São Luis

A denúncia sobre um assessor do prefeito de São Luís que estaria ostentando patrimônio incompatível com salário, agitou o noticiário político na capital maranhense. Conforme foi divulgado na imprensa, Ronalldo Lopes Lima que está sendo apontado como uma espécie de “braço operacional” do prefeito Edivaldo Júnior, possui bens que perpassa R$ 1 milhão de reais, embora o salario bruto seja apenas R$ 9 mil e líquido R$ 6.929,00, por conta dos descontos de imposto de renda e INSS.

O caso levou o comando politico do Palácio de La Ravardière, bem como membros próximo do chefe do executivo municipal, a se manifestar nos bastidores. Mas o que há, afinal, por trás do ‘milagre da multiplicação’ patrimonial do assessor assalariado? E como esses indícios estão conectados à família do prefeito?

Supostos pagamentos de propina, esquema de agiotagem e até envolvimentos de figurões da administração municipal em pirâmide financeira mostram como o prefeito Edivaldo institucionalizou a corrupção no governo municipal envolvendo, principalmente, secretários e assessores com suspeitas de desvios de dinheiro público e achaque a empresas que prestam serviços ao Município.

Nos últimos dias a imprensa voltou a publicar mais denúncias sobre o caso com riqueza de detalhes. O escândalo que pode levar para cadeia vários figurões do governo Edivaldo Júnior, destaca que o esquema de corrupção institucionalizado pelo chefe do executivo, funcionava com a cobrança de propina que correspondia entre 20 a 30% do valor devido pelo poder público às empresas que prestam serviços ao município.

O QUE ACONTECE AGORA?

Ainda não se sabe se Ronalldo Lima ou próprio Edivaldo Júnior serão investigados pelos supostos crimes praticados, mas os depoimentos de prestadores de serviços e os documentos que estão vindo à tona, podem ajudar numa possível investigação.

blog Isaias Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *