Brigida Santos tem atuação destacada em prol do empoderamento feminino

Brigida Santos tem atuação destacada em prol do empoderamento feminino

 

Arrumar casa, cuidar dos filhos, gerenciar uma família, além de se dedicar ao emprego são funções que perpassam diariamente a vida de uma mulher. Desafios que encontram na labuta diária. Mas, e quando elas ultrapassam barreiras.
O empoderamento feminino, basicamente, se refere a dar poder para outras mulheres e cada mulher assumir seu poder individual. Com isso, há crescimento e fortalecimento do papel de todas na sociedade, isso é o caso da odontologa por formação e militante de movimentos sociais, Brigida Santos.

 

Brigida que tem uma atuação destacada no fortalecimento de políticas voltadas para as mulheres do Maranhão, é multiplicadora do projeto “Ela Pode”, onde já percorreu mais de dez municípios do Estado do Maranhão levando ações as maranhenses.

 

“Estamos fazendo um papel muito importante em prol das mulheres do meu querido estado. Em São Luís, nossa atuação vai além, fortalecendo ainda mais as políticas públicas para as nossas empoderadas”, disse.
Ex-deputado Zé Genésio pede funcionamento de 15 novos leitos no Hospital Macrorregional de Pinheiro

Ex-deputado Zé Genésio pede funcionamento de 15 novos leitos no Hospital Macrorregional de Pinheiro

O ex-deputado José Genésio Mendes Soares – o Zé Genésio (PSDB), pai do prefeito de Pinheiro, João Luciano da Silva Soares – o Luciano Genésio (Progressistas), usou suas redes sociais, essa semana, para solicitar do governador Flávio Dino e do secretário de Saúde do Estado, Dr. Carlos Lula, em caráter de urgência e emergência, providências para o funcionamento de 15 novos leitos que estão montados no Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago, conhecido como Hospital Macrorregional de Pinheiro.

Em seu comentário, o ex-parlamentar destacou a sugestão se faz necessário em função da situação que Pinheiro vem enfrentado uma vez que é referência para o atendimento da Baixada Maranhense. “Como em todo lugar a demanda está muito alta, maior que a capacidade de atendimentos”, destacou.

De acordo com Zé Genésio, as estruturas estão montadas, mas faltam os ventiladores e os funcionários para trabalhar para que estes quinze novos leitos possam funcionar. “Então, diante do avanço dos casos do Covid-19 na região, nossa população  precisa que seja agilizado  o mais rápido possível o funcionamento desses leitos. Faço esse pedido porque tenho acompanhado e observado a situação pra onde estamos caminhando”, completou.

VEJA O RELATO NAS REDES SOCIAIS

Gostaria de solicitar ao Governador Flávio Dino e ao Secretário de Saúde do Estado, Dr. Carlos Lula,  que verificassem a situação que Pinheiro vem enfrentado uma vez que é referência para o atendimento da Baixada Maranhense.  Como em todo lugar a demanda está muito alta, maior que a capacidade de atendimentos.

O Hospital Macro Regional está com  15 novos leitos montados para funcionar mais estão faltando os ventiladores e os funcionários para trabalhar nesses leitos. Então, diante do avanço dos casos do Covid-19 na região, nossa população  precisa que seja agilizado  o mais rápido possível o funcionamento desses leitos. Faço esse pedido porque tenho acompanhado e observado a situação pra onde estamos caminhando.

Ex-deputado Zé Genésio.

Prefeito de Santa Rita crê que medicamento manipulado é alternativa no tratamento da covid-19

Prefeito de Santa Rita crê que medicamento manipulado é alternativa no tratamento da covid-19

 

 

O prefeito de Santa Rita (MA), Dr. Hilton Gonçalo, que também é médico clínico geral, acredita que o medicamento manipulado pode ser uma alternativa no tratamento do novo coronavírus, causador da doença covid-19. Para constatar isso, o chefe do executivo santarritense passou a testar os medicamentos em pacientes com covid-19 e, segundo ele, os resultados das substâncias usadas no tratamento, tiveram resultados promissores.

“Todos estão evoluindo para a recuperação”, destacou Dr. Hilton Gonçalo em seu perfil nas redes sociais, após realizar consultas por telefone com pacientes infectados.

Com a pandemia da covid-19 e o impacto sobre os setores produtivos de todo o mundo, o abastecimento dos setores farmacêuticos brasileiros passou a sofrer reduções. Desde que medicamentos como hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina e ivermectina passaram a ser estudados e testados para o tratamento da doença, farmácias do país começaram a registrar a falta da medicação.

Preocupado com essa situação, Dr. Hilton Gonçalo viu nas farmácias de manipulação alternativas contra o desabastecimento. Além disso, medicamentos manipulados poderão se tornar uma grande opção na recuperação de pacientes, já que produtos industrializados estão cada vez mais em falta no mercado.

Ivermectina é um dos medicamentos produzidos nas farmácias de manipulação que está sendo usado no tratamento

Foi exatamente isso que levou o médico e prefeito a prescrever os manipulados no tratamento de seus pacientes que estão sendo acompanhados por ele à distância para evitar o contágio. Nas redes sociais, Gonçalo se mostrou otimista com a recuperação daqueles submetidos ao teste.

“Continuamos muito firmes no combate ao covid-19. Hoje falei pelo telefone com vários pacientes em tratamento e que se recuperam bem. Percebo que precisamos iniciar o mais precocemente possível os medicamentos e não esperar resultados de exames e, para não atrasar o tratamento”, informou o prefeito que evitou declinar os nomes para não expor os pacientes contaminados.

Dr. Hilton também anunciou a compra de medicamentos manipulados para o tratamento de pacientes com covid-19. O chefe do executivo municipal fez o comunicado após perceber a evolução na recuperação dos pacientes que estão sendo tratados com as substâncias produzidas nas farmácias de manipulação. Ele, inclusive, usou a foto de um dos medicamentos que estão garantindo a continuidade dos tratamentos.

“Estamos comprando medicamentos manipulados em grande escala, para que não falte os remédios básicos nessa etapa. Ao conversar hoje com essas pessoas vi que quase todos estão evoluindo para a recuperação”, comemorou o gestor municipal.

Coronavírus: homens e mulheres só poderão sair de casa em dias diferentes e multa para quem desobedecer em Balsas

Coronavírus: homens e mulheres só poderão sair de casa em dias diferentes e multa para quem desobedecer em Balsas

A prefeitura de Balsas, no interior do Maranhão, determinou, nesta última terça -feira, 05, que homens e mulheres só poderão circular nas ruas em dias diferentes a partir do 07 de maio. A medida, que tem o objetivo de aumentar o isolamento social, foi tomada para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Segundo o decreto, os homens só poderão circular nas ruas das 07h às 13h, para ir ao comércio local . Já as mulheres poderão sair das 13h às 19h, para fazer alguma compra essencial. O decreto prevê ainda, multa de R$200 reais, para o estabelecimento comercial que permitir a entrada de pessoas não autorizadas nos horários estabelecidos.

 

Gravação entre prefeita de Bacabeira e pré-candidato a vereador teria sido armada para prejudicá-la

Gravação entre prefeita de Bacabeira e pré-candidato a vereador teria sido armada para prejudicá-la

Divulgação dos áudios reacende discussão sobre flagrante preparado, reconhecido pelo STJ em 2017 como crime impossível

Índole constitucional é contrária à utilização de provas obtidas por meios ilícitos

A prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo (PMN), pode ter sido vítima de armação supostamente montada pelos seus adversários para desgastar sua imagem com o objetivo de prejudicar sua eventual candidatura à reeleição nas eleições deste ano, segundo especialistas em Direito Penal consultados pelo blog.

De acordo com informações obtidas pelo editor desta página, as gravações vazadas na internet por blogs da capital maranhense teriam sido feitas pelo pre-candidato a vereador Bodão, proprietário da ‘Barrocharia do Bode’, em Peri de Baixo, que está registrada em nome da esposa Thyelle dos Santos de Melo. No entanto, o uso dos áudios na Justiça não será tão simples, já que se assemelha a um flagrante preparado, que não é admissível pela jurisprudência do STF.

A utilização das chamadas gravações clandestinas (quando um dos interlocutores grava a conversa sem avisar o outro) só é aceita, segundo os juristas, em dois casos, sempre em defesa própria: para a preservação de direitos (um acordo verbal, por exemplo) ou para se proteger de uma investida criminosa (como uma extorsão).

Pega de surpresa, Fernanda demonstrou desconfiança sobre o tema que versava a conversa. No dialogo curto de 1 min e 20 segundos, ficou claro a tentativa do interlocutor em instigar a prefeita a falar algo que pudesse incriminá-la.

Estreante na política, Bodão pode ter sido usado na suposta armação

— Oi, boa tarde! Ei, as promessas da casa ‘tá’ (sic) de pé mesmo? — pergunta Bodão, ao fazer outro questionamento sobre a quantidade de habitações que ele teria direito.

— Quantas casas são? — questionou o interlocutor sobre o programa social de habitação “Nossa Casa”, destinado à complementação de construção de casas populares no município.

No dialogo, ele demonstra interesse, mas quis saber o que iria ganhar com as unidades que supostamente ficaria responsável pela construção.

— O que eu ganho com isso? O meu medo é passar e eu ficar neutralizado — disse.

Sem obter as respostas satisfatórias, Bodão encerra a gravação dando a senha da suposta armação ao deletar o nome de Natalício da Silva, aliado politico de uma autoridade do legislativo bacabeirense que faz oposição à prefeita. O ‘assessor’ deletado pelo interlocutor da conversa é o mesmo que em 2019 chegou a protestar por querer fazer folia com dinheiro público em Bacabeira.

Especialistas apontam que Bodão, poderia estar agindo a mando de adversários da prefeita, instigando a chefe do executivo bacabeirense ao crime — o que caracteriza o flagrante preparado, que não é aceito como prova.

Do cenário exposto pelos fatos verifica-se que o interlocutor, orientado sabe-se lá por quem, teria armado, articulado e gravado a conversa com a prefeita com o intuito exclusivo de comprometê-la com os diálogos e assuntos por ele dirigidos e conduzidos.

A gravação da conversa, teria ocorrido, a partir de um convite de filiação feito à Bodão pelo presidente do PTC de Bacabeira, Genilson. Prova disso, por exemplo, é que o telefone usado na ligação gravada não é de propriedade da gestora municipal.

“A gravação clandestina que, diga-se de passagem, é ilegal, evidência de forma clara uma armação que, certamente, deva ter cunho político. Pois no áudio, além da surpresa, fica claro a desconfiança da prefeita sobre o tema que versava a conversa”, disse a advogada Itamargarethe Corrêa Lima, que é sócia do escritório de advocacia Corrêa Lima, Saad & Santos.

A advogada ouvida pelo blog deixa claro que o fato evidência, apenas, a maneira espúria e baixa com que a oposição está tentando denegrir o trabalho que vem sendo feito pela prefeita.

“Estamos diante de um caso clássico de afronta ao art. 5º, inciso XII da CF, portanto um ato eivado de nulidade desde o nascedouro. Claro que fato evidência, apenas, a maneira espúria e baixa com que a oposição está tentando denegrir o brilhante trabalho que vem sendo feito pela prefeita”, concluiu a jurista que analisou o caso a pedido do blog.

CRIME GERA INDENIZAÇÃO
A gravação e posterior divulgação da conversa, podem trazer graves consequências jurídicas para os envolvidos. Isso por que em 2010, o flagrante preparado que foi reconhecido pelo STJ como crime impossível em 2017, motivou a indenização de um cidadão que ganhou uma ação judicial perante a 4ª Vara da Fazenda Pública de Natal e recebeu R$ 8 mil por ter sido vítima da prática desse crime.

Por conta da situação, a chefe do executivo bacabeirense não descarta buscar na Justiça a reparação dos danos causados com a divulgação dos áudios gravados sem o seu consentimento.

O QUE DIZ O OUTRO LADO?
O Blog tentou ouvir o pré-candidato para que ele explicasse por quais motivos resolveu fazer a gravação da conversa sem avisar os outros dois interlocutores, mas não conseguiu contato

Crise do coronavírus: Udes Filho representará o Maranhão em debate na rádio Sagres AM de Goiânia

Crise do coronavírus: Udes Filho representará o Maranhão em debate na rádio Sagres AM de Goiânia

O editor do jornal e portal de notícias O Quarto Poder, de São Luís, Udes Filho será o representante do Maranhão, no quadro “Debate Super Sábado”, do Programa Super Sábado, apresentado pelo radialista Rubens Salomão, na rádio Sagres AM 730, de Goiânia.

A Sagres AM 730 faz parte do Sistema Sagres de Comunicação, que além de emissora AM, conta com a Sagres TV, Sagres On (portal), Escola Sagres e Fundação Sagres.

Além de Udes Filho, estarão no debate os jornalistas Carlos Rocha (Assessor de Gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina) e Eugênia Nogueira de Fortaleza. A participação acontecerá ao vivo, às 8h30 do sábado (2).

O apresentador Rubens Salomão conversará com os jornalistas, dos diferentes estados, sobre isolamento social, resumo da semana, os decretos feitos pelos respectivos governadores e também sobre a economia local. Na oportunidade, será  promovido um debate sobre o tema central (a crise do novo coronavírus) e as consequências em cada região.

Acompanhe o Super Sábado pelo app “Rádio Sagres”, disponível para Android, iOS e PWA. Você também pode nos acompanhar ao vivo pelo site: sagresonline.com.br